O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Revelando segredos e textos antigos


                 



     Olá, pessoal! Estive olhando a minha coleção de pequenos cadernos onde escrevo Poesias e achei um no armário muito interessante! Trata-se de uma coletânea de pequenas poesias, pensamentos e reflexões escrita em meados de 2011/2012. Nunca tive coragem de revelar antes, mas estou revelando agora. Sinto-me mais segura para publicar tais mensagens muito embora eu também dê risada dos meus próprios textos antigos, pois há bom humor neles, uma melancolia inocente e uma revolta silenciosa hehehe. Coisas de poetisas adolescentes e jovens hehehe. Vamos lá!




Telefonando para o romantismo

--Alô? Tudo bem, romantismo?
--Mais ou menos.
--O que foi que houve?
--Estou doente.
--Qual doença o senhor tem?
--Depressão.
--Por que ela foi abater logo o senhor que é tão doce e alegre?
--Porque eu ando com a autoestima baixa.
--Mas, o senhor é tão lindo e maravilhoso! O que prejudicou a sua autoestima?
--O fato de ninguém mais fazer questão da minha presença.





Malade de la tête (Doente da Cabeça em francês)

 Onde está o meu amor?
Pelos verdes campos ilustres
onde percorrem as águas.

Sou o fogo criador
que arranca a água do forno
para fervê-la em corações.

Queria ser o gênio,
mas fiquei malade mesmo.
Je suis malade de la tête*,
I am crazy, dad.

Am I Crazy?
Or am I smart?
I don't know!
Je pense que je suis malade...
...malade de la tête.*

Tradução dos trechos:

Eu sou doida da cabeça,
eu sou doida, pai/velho.

Eu sou doida?
Ou eu sou inteligente/esperta?
Eu não sei!
Eu penso que sou doida...
...doida da cabeça.

*Na época eu estudava francês e inglês e misturei as duas línguas para fazer algo divertido hehehe. 





E se eu morrer de tédio?

Podem me enterrar vestida de violeta,
maquiada e com chapéu roxo na cabeça. 
Não quero que ninguém mais chore ou fale,
apenas façam do velório uma alegre boate. 

Podem servir Sprite com Red Bull 
para eu ter asas como o pássaro azul.
Assim, ressuscito em brasas 
como uma fênix brava.

Toquem Debussy e lembrem-se de doçura
ou toquem Nirvana e lembrem-se de revolta.
Eu certamente levei uma vida rock and roll
e serei muito mais que uma simples senhora.




Pensamentos de uma jovem poetisa

Você percebe que chegou no ápice de uma amizade quando os outros até pensam que você é gay de tanto que você ama seu/sua amigo(a).

Só os meninos imaturos e os machistas inseguros se sentem intimidados perante uma mulher inteligente. Os homens fortes e maduros não se intimidas com nada. Ao contrário, estes se alegram perante uma bela mulher inteligente.

Não há monstros nem príncipes encantados. O que existe mesmo é o ser humano -- há homens de carne e osso que nos fazem mal, há os que nos fazem bem e ainda há os que não cativam absolutamente nada.

Não sei "ficar". Ou eu me entrego de corpo e alma ou eu não me entrego. Sou difícil e admito. Não quero namorar qualquer um como as outras fazem só para driblar a solidão. Não quero experiências medíocres. Gosto de minha própria companhia e quero alguém que venha para somar coisas positivas. Eu sou uma pessoa intensa. Só aceitarei um homem ao meu lado por amor. Não critico quem se diverte em balada (lugar que eu não me sinto confortável) e "fica" com homens mesmo sem amor. Essas pessoas estão apenas curtindo a vida ao modo delas, e eu respeito. Só que eu queria que me respeitassem também. Não sou melhor nem pior -- sou apenas diferente. O que é tedioso para mim pode ser divertido para o outro e vice-versa. 




Careta ou esperta?

  Pensam que as mulheres que se resguardam são bobas, caretas e recatadas. Não poderia ser mais errado tal pensamento! Ser esperta para mim não é gastar energia com os homens errados. Quando as pessoas perguntam o motivo de eu não me divertir com os "sapos" enquanto espero o "príncipe encantado", eu responto que não sinto diversão alguma em perder tempo com os "sapos". Também não sou uma boba esperando o príncipe encantado. Espero apenas um homem especial de carne e osso e sei que ele não será perfeito, eis que terá vícios e virtudes como todos. 
   Ser esperta, para mim, não é se entregar para homens quaisquer em troca de prazeres quantitativos e medíocres. Ser esperta, para mim, é esperar o homem certo em troca de uma experiência esplendorosa de amor verdadeiro e um prazer qualitativo e tântrico. Sei muito bem guardar as minhas energias para quem merece.  Derramarei todas as minhas energias de ternura e prazer em um só homem. Sou fiel, enérgica e forte. Espero a mesma fidelidade, energia e força do meu futuro companheiro. Que afortunado será este homem! Receberá jarros cheios de ternura derramados sobre ele!




Clássico & Revolucionário

     Não quero um homem que me dê diamantes ou rubis, mas quero um homem que enxugue as minhas lágrimas com beijos e que extraia sorrisos da minha dor. O amor vale muito mais que ouro. O amor é uma joia em extinção.
    Não busco um homem inteligente, perfeito e muito menos um homem rico. Busco um homem com uma filosofia de vida nobre e ideais tão elevados que chegam a ter viés espiritual. Busco um homem com maturidade espiritual. 
     Não estou em busca do príncipe encantado, mas de um homem diferente, maduro, tradicional, clássico, mas, paradoxalmente, revolucionário. Dizem que amar é olhar na mesma direção do amado. Quero um homem arqueiro que aponta as flechas para o alto, em direção ao céu, onde estou mirando as estrelas. A dificuldade em achar um companheiro hoje reside no fato de que a maioria das pessoas olha para baixo ao invés de erguer a cabeça. Orgulho positivo não é pecado, mas dignidade e nobreza! Ser nobre não é ser um príncipe. Ser nobre é saber mirar as estrelas.
        Que ele seja clássico para beijar a minha mão, abrir o champanhe, arrastar a cadeira para eu sentar e me emprestar o seu casaco quando estiver frio. Mas que ele também seja revolucionário para me mostrar a arte da guerra e saber me defender. Sei ser princesa, mas também sei ser companheira de batalha! Se for francês, melhor ainda! Um francês sabe ser clássico, charmoso e revolucionário. Viva a Revolução Francesa!

        


   Branquelos cabeludos e sem músculos são lindos!

    Sabe-se que as mulheres (98% delas) gostam de homens morenos, altos, musculosos, com cabelo curto ou com um leve topete, que ouvem sertanejo universitário na balada e têm um olhar de malandro. Todavia, eu gosto de branquelos cabeludos, com menos músculos e mais neurônios, que ouvem metal, rock ou grunge em seus iPods sem qualquer balada. Músculos demais não têm a menor graça para mim. Prefiro o homem com o corpo natural e com os traços da natureza. Leves músculos naturalmente desenhados com sutileza são infinitamente mais belos do que os músculos bombados de homem de academia. A pele branquinha sem sol é o maior charme -- indicativo de homem caseiro que não gosta muito de balada nem de pegar sol ou sair de casa (adoro). 
   Branquelos geralmente gostam de ficar em casa lendo, ouvindo rock ou jogando videogame (eis meu tipo de homem). Eu gosto de olhar doce e melancólico e não de olhar de malandro. Quando eu vejo um homem com olhar melancólico, sinto vontade de colocar no colo e fazer carinho. Aquela carinha de carente é o meu ponto fraco! 
    O único problema é que os branquelos geralmente são sombrios e pessimistas segundo o esoterismo e os estudos astrológicos e psicológicos baseados na aparência. As pessoas de temperamento sanguíneo e otimista (os idealistas que miram as estrelas como eu gosto) apresentam bochechas mais coradas. O olhar melancólico pode ser uma gracinha, mas geralmente é opaco, sem brilho e aponta ceticismo. As pessoas com fé geralmente são fogosas e têm brilhos nos olhos como se os olhos fossem dois faróis de Deus. É uma pena que a maioria dos rockeiros seja ateu... Rock and roll é tão charmoso e divino! Se vier um cabeludo de camiseta preta e jeito "meninão" com cara de bravo que esconde um coração carente, eu não resistirei de todo modo. 

Textos e Poesias escritos por Tatyana Casarino 

   















2 comentários:

  1. Revele sim mais textos, poesias... sei que tem um acervo enorme e riquíssimo de palavras. O mundo agradece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão imensa pelo comentário e incentivo. Vou revelar aos poucos os textos sim. Beijos

      Excluir