O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





quinta-feira, 22 de junho de 2017

Taquarê: Entre a Selva e o Mar


                                      

      Olá, pessoal! Nessa postagem, eu venho indicar o livro de um amigo escritor! Sempre vale a pena compartilhar obras de jovens talentos, e eu tenho absoluta certeza de que vocês vão adorar a sugestão dessa postagem.
       Mateus Ernani Heizmann Bulow é um escritor gaúcho que eu conheci na Faculdade de Direito de Santa Maria (FADISMA). Seus pais atuam na área da Medicina, mas ele sempre teve a vocação para as Ciências Humanas e para o mundo das palavras. Assim como eu, desde jovem, devido à imaginação fértil e ao talento com as palavras, ele alimenta o sonho de ser escritor.
      Após encontrar o Mateus no Sarau Poético da poetisa gaúcha Ruth Larré, nós passamos a conversar mais a respeito de nossos trabalhos literários, compartilhando experiências e oferecendo apoio mútuo. Ele é um dos leitores mais assíduos desse blogue e você, querido leitor, já deve ter visto algum comentário dele em minhas postagens.

                     

       

         Sinto-me honrada em ser uma das primeiras pessoas a ler a história escrita por Mateus quando ela não estava publicada ainda. Hoje a história completa do livro já está disponível na internet por R$ 16,50. Basta acessar ao Kindle. O Livro físico vai demorar um pouco para ser publicado, mas já podemos adquirir a história de maneira virtual, eis o lado bom do mundo moderno e Online.



*Capa do Livro

Observação: Capa Provisória 
        


         O Livro Taquarê Entre a Selva e o Mar de Mateus Bulow está no Kindle, por R$ 16,50. Para quem quiser ler as primeiras páginas do livro gratuitamente e matar a curiosidade antes de comprar a obra, sugiro o seguinte Link: http://pensecomigo.com.br/livro-taquare-entre-a-selva-e-o-mar-pdf-mateus-ernani-heinzmann-bulow/ ;)

                         
(*)


        Sobre o que se trata o livro "Taquarê: Entre a Selva e o Mar"? Trata-se da história de um garoto que ganhou de presente de aniversário um arcabuz de pederneira, uma arma desvalorizada diante das espingardas de percussão utilizadas no Terceiro Império do Brasil (sim, Terceiro Império do Brasil, já que o livro ocorre em tempo e espaço diferentes do habitual).
       A história pode passar aqui no Brasil, mas é um Brasil diferente, vivendo uma época de Império em um futuro distante. O escritor inclusive criou um tempo novo e dividido a partir do Grito do Ipiranga (veja só que interessante!). Sendo assim, a história se passa em 1839 DGI (Depois do Grito do Ipiranga).
     Considerando que o Grito do Ipiranga ocorreu no dia da Independência do Brasil, ou seja, 07 de Setembro de 1822, a história do Taquarê acontece por volta do ano 3.661 (pelas minhas contas, mas aviso os leitores que eu não sou muito boa em matemática hehehe). Imagine só o Brasil no futuro!
        A arma que Taquarê ganhou aos quinze anos parecia inútil até ele descobrir que ela disparava raios. No dia em que ele descobre o poder "mágico" de sua arma, ele também fica sabendo sobre as suas origens, já que há mistérios acerca de seu nascimento... Então, como todo bom herói, Taquarê segue a famosa jornada de tentar descobrir o "seu lugar no mundo". Para tanto, segue até o litoral, onde as oportunidades de trabalho são melhores. Entretanto, a personalidade desse guri sempre apontou para a área militar...
     A vocação para militar encontrará destaque quando diversos reinos e cidades começam a ser ameaçados pelos ataques frequentes de impérios expansionistas, piratas e monstros. Taquarê vai atuar nesse cenário conturbado, lutando contra as feras e defendendo a liberdade e a justiça.
      
              Alguns destaques interessantes da obra:



*O autor criou um cenário inovador com criaturas míticas, como iaras (senhoritas das águas, ou seja, as sereias do folclore brasileiro), harpias (aquelas criaturas da mitologia grega, retratadas como metade mulher e metade pássaro) e diversos outros seres;

*O autor criou feras e monstros bem originais e diferenciados. Além disso, há batalhas envolvendo criaturas como abelhas gigantes e diversas outras surpresas;

*O autor criou um tempo novo;

*A linguagem do autor consegue ser elegante na narrativa ao mesmo tempo em que é coloquial e realista nos diálogos entre os personagens;

*Há musicalidade dentro da história, já que o autor também inventou músicas e poesias baseadas na história.





(*) Informações da Imagem colocada na postagem:

Batalha do Avaí. Trata-se de uma série de vitórias dos brasileiros sobre os paraguaios durante dezembro de 1868 (a famosa "Dezembrada"). O autor da pintura é Pedro Américo, o qual pode ser visto no centro.

Espero que tenham gostado da Postagem! Comprem o livro do Mateus! Vale a pena a leitura!

Postagem escrita por Tatyana Casarino. 



 Mateus Ernani Heizmann Bulow 

*Foto do Escritor do Livro citado na Postagem.
 

2 comentários:

  1. Obrigado pela divulgação, Taty! É sempre bom poder contar com os amigos para espalhar uma boa nova. :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, Mateus! Você merece! Sucesso!
    Grande Abraço!

    ResponderExcluir