O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





segunda-feira, 20 de março de 2017

História do Corset e do Sutiã

                             


     Olá, pessoal! Hoje eu venho trazer uma temática bem diferente aqui no Blogue: Moda. Quem me conhece sabe que o meu objetivo aqui nunca foi tratar desse assunto... Sempre gostei de escrever a respeito de literatura, poesia, filmes e livros. Contudo, pretendo trazer muitos conteúdos novos este ano para o Blogue. Dentre as variedades que escreverei, abordarei também alguns elementos da História da Moda. Tal assunto será tratado com o objetivo de aumentar a nossa cultura... Eventualmente, posso dar alguma dica de moda, sugerindo marcas que eu gosto (literalmente propaganda gratuita, pois o meu blog é independente e não é remunerado hehehe). Vamos aprender um pouco mais sobre o Corset? Vamos lá!



                           

                                   

       

            Tradicionalmente, o Corset, muitas vezes, foi tratado como sinônimo de Espartilho, peça do vestuário feminino que dispõe de barbatanas metálicas e amarração nas costas. Famosa por reduzir a cintura e manter o tronco ereto, essa peça confere mais elegância às formas naturais do corpo. As origens do espartilho remontam ao século XVI na Inglaterra, onde os principais objetivos de seu surgimento eram manter a postura e dar suporte aos seios. Devido à invenção dos ilhóses na mesma época do uso de barbatanas de baleia no século XIX, aconteceu a era das cinturas minúsculas, conhecida como "Era Vitoriana". A peça somente veio a cair em desuso no século seguinte, século XX, a partir da invenção do sutiã em 1901. 
         À invenção do sutiã, é atribuída a seguinte história: A jovem nova-iorquina Mary Jacobs fez uma espécie de "porta-seios" a partir de dois lenços e uma fita cor-se-rosa com a ajuda de sua empregada. Tal ideia surgiu de um incômodo: o espartilho de barbatana apertava demais o seu corpo e "sobrava" no vestido que ela tinha comprado. 
         Após confeccionar cópias para as suas amigas, ela resolveu comercializar a sua invenção. Como estava mais interessada no sucesso que sua criação faria nas festas e não pensava muito no lucro que poderia ter em lojas, acabou por vender a patente por 1.550 dólares para a Warner Bross. Ela não imaginava que, nas três décadas seguintes, a empresa iria faturar 15 milhões de dólares...
         Todavia, sabe-se que as mulheres buscam peças que possam sustentar os seios há milênios. Na Ilha de Creta, em 2000 a.c, mulheres já usavam tiras de pano. As gregas, bem como as romanas já adotavam espécies de "faixas". O Departamento de Arqueologia de uma Universidade na Áustria descobriu uma peça íntima muito semelhante ao sutiã nos porões de um castelo da região austríaca de Lengberg. Tal descoberta pode reescrever totalmente a história da moda que sempre atribuiu o sutiã às conquistas femininas do século XX. 




            
            

              Mesmo após a invenção do sutiã, o Corset continuou a fazer parte da moda feminina. Na década de 30, o Corset passou a ser a peça favorita do estilo pin-up por seu charmoso símbolo de romantismo e sensualidade, ganhando força novamente. Até hoje o Corset é uma peça famosa. E, graças à modernidade, sua confecção é feita de materiais bem mais leves do que os de antigamente hehehe.... 
            Sendo assim, a peça hoje é mais usada com o intuito de ressaltar a beleza feminina do que para "apertar" e modificar o corpo muito embora ainda haja o estilo "modelador" para reduzir a barriga e modelar a cintura. Porém, tais "cintas" modeladoras e Corsets redutores devem ser usados com moderação e sob orientação médica para que não haja problemas de saúde. 
             


*** Curiosidades & Dicas:

  É possível encontrar "Body", "Modelador" e "Cinta" de diversos modelos. As peças possuem a finalidade de reduzir a barriga, afinar a cintura, realçar os seios e deixar o corpo mais belo. A marca que eu recomendo hoje por gostar e por saber que ela é confiável e saudável para o corpo da mulher é a DelRio. 







Conheça o Site Oficial da DelRio:

http://www.delrio.com.br/

O que mais vocês querem ver por aqui? Podem sugerir conteúdos novos para eu trazer ao blog.

Inaugurando TAGs: Beleza Feminina, Moda e Análises do Mundo Fashion

Texto escrito por Tatyana Casarino

          

2 comentários:

  1. O culto ao corpo sempre foi tratado com atenção, mas antigamente era mais restrito ao universo das mulheres mesmo, com mais discrição...ou seja, a sensualidade sempre foi algo importante. Porque será esse nome "barbatanas de baleia"? Sempre que leio essa expressão penso nisso, hehehehe. Minha mãe comprou um modelador da DelRio, marca de tradição. Adorei conhecer um pouco mais desse tipo de curiosidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, sinceramente eu não sei de onde vem o nome "barbatanas de baleia"... hehehe. É uma curiosidade minha tb! Vamos pesquisar a respeito disso hehehe. É legal ver a história da moda, dos conceitos de beleza e a trajetória da vestimenta e da sensualidade. Fico feliz que gostou da curiosidade abordada aqui. Beijos.

      Excluir