O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





segunda-feira, 23 de maio de 2016

Poesia do Amar



As tuas mãos macias e carinhosas
aquecem os meus pés nesta noite preciosa.
Tudo é suave sem deixar de ser visceral
nessa longa poesia quente do Astral.

Incensos florais, rosas vermelhas e velas aromáticas
perfumam as almas divinas antes do amor.
Cortinas brancas esvoaçantes beijam as janelas,
enquanto eu e você somos, para as estrelas, um só ardor

As poeiras cósmicas formam um só grito
nesse mar de rosas repleto e distinto.
O vinho cor de sangue sobre a pele alva
lembra-nos dos celestes e intensos instintos.

Para o oriente, o corpo tem muitos caminhos,
e o desbravar do tantra é sempre infinito.
Beba a minha alma nesse cálice de amor,
permita-me ser o ópio para a tua dor.

A dança dos sete véus ilumina as estrelas,
e os teus beijos são como o oásis no deserto.
Enquanto os meus pés acariciam a areia,
as tuas carícias tecem os mais belos versos.

Os mais belos versos não podem ser escritos,
eis que as palavras não contemplam o infinito.
Os mais belos versos somente são sentidos
no âmago divino de nosso espírito.

Teus beijos são mais sublimes do que os sonetos,
e as tuas carícias são mais belas do que toda a ciência.
A mente jamais alcançará a amplitude do paraíso,
eis que somente o coração sabe o seu sentido.

Como quem ama, escrevo versos
sobre os segredos do universo.
Tira-me daqui todas as vicissitudes,
hoje eu desejo a plenitude.

Do universo, contemplo as estrelas
suaves, brilhantes, intensas.
Tu és o barco e o meu corpo o mar
nessa secreta poesia do amar.

Poesia escrita por Taty Casarino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário