O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





terça-feira, 10 de maio de 2016

O Poder da TPM


      



   Olá, pessoal! Hoje eu vim trazer uma postagem para lá de profunda (e divertida) sobre o poder da TPM. Isso mesmo, você ouviu bem, ou melhor, leu bem o que eu quis dizer: poder da TPM! Se você é mulher e enfrenta todo mês mal-estar, dor no corpo, angústia, choro fácil, pensamentos desordenados, sensibilidade exacerbada, ira, irritabilidade e cólicas menstruais terríveis (daquelas que apenas passam se você tomar atroveran, buscopan ou qualquer outro medicamento cujo final termine em an), esse texto é para você. Mas, se você for homem e enfrenta todo mês brigas aparentemente "inexplicáveis", choros aparentemente "sem sentido" e reclamações femininas de todos os tipos das mulheres de seu convívio no lar e no trabalho, esse texto também é para você.
   A TPM é a sigla que designa a famosa Tensão Pré-Menstrual, a qual representa o período cíclico que precede a menstruação. Nesse "cruel" intervalo de tempo, aparecem sintomas físicos e psíquicos na mulher cuja causa é a alteração hormonal e sua influência no Sistema Nervoso Central. É claro que convém procurar um(a) médico(a) ginecologista, fazer os devidos exames para constatar a saúde do corpo feminino e descartar a hipótese de outros distúrbios mais severos e que vão muito além da "simples" e "gentil" TPM.

              
    
     Contudo, se você é uma mulher saudável e a sua TPM não chega a uma gravidade insuportável, causando mais impactos no âmbito psicológico mesmo, é recomendável a busca pelo autoconhecimento e pela espiritualidade (dependendo logicamente de suas crenças pessoais). A TPM também tem o seu significado espiritual e, se você acredita em energias extrafísicas e espiritualidade, seria apropriado ficar atenta.
     É mentira dizer que a TPM apenas tem consequências negativas. Ok, você que sofre de TPM aí do outro lado da telinha do computador pode achar que eu sou louca. Mas, saiba que eu também sofro de "TPM" desde garota e aprendi a me equilibrar espiritualmente nesse período, o que refletiu na minha saúde física e na minha aparência também acredite se quiser (minhas cólicas atualmente são mais brandas e a minha pele não sofre mais com acne).
      Apesar de, muitas vezes, me desequilibrar (afinal, sou humana e falha), descobri o lado bom da TPM e, como amo compartilhar tudo o que eu aprendo (compartilhar conhecimento para mim é o verdadeiro sentido da solidariedade), vou transmitir nessa postagem para vocês a sabedoria adquirida. ;)

                

      
       Dicas para obter o necessário equilíbrio espiritual da TPM e para despertar o poder positivo que pode nascer desse período:

*Aceitar a TPM.

      

 
    Sim, aceitar! Ao invés de ficar reclamando, xingando este período e até mesmo resmungando pelo fato de você ter nascido mulher e por ter de enfrentar os sintomas dessa Tensão, você pode aceitar esse período. Aceitar faz toda a diferença. Enquanto as mais variadas reclamações atraem energias negativas em um ciclo vicioso de acontecimentos ruins e dilatação dos sintomas negativos, a aceitação acalma os pensamentos, tranquiliza a Tensão e minimiza os sintomas.
  Por que alimentar sentimentos negativos e se revoltar diante da TPM se você pode simplesmente aceitar, mergulhar na sua energia feminina e Let it be? Deixa acontecer, deixa estar, deixa o seu corpo mudar e deixa a sua alma acionar o seu lado mais visceral. Quando você tenta impedir as águas tumultuosas de uma forte corrente colocando barreiras, elas se sentirão mais furiosas e farão de tudo para destruir o que estiver diante delas. Não se impede o fluxo de uma água furiosa, mas se contorna. ;)
    Simplesmente, deixe fluir as águas emocionais dentro de você com naturalidade. Desse modo, as energias ficarão mais calmas e você perceberá que a TPM não é esse "monstro" que dizem para você. Não acredite em nada negativo do que ouvir sobre a TPM. Não absorva as reclamações e a negatividade das outras mulheres.
    Não se influencie pela mídia que tenta infiltrar o conceito de que a TPM é má por deixar a mulher "menos produtiva", mas saiba enxergar o quanto a TPM pode ser produtiva e profunda no âmbito interno de sua personalidade. Nós não somos máquinas de trabalhar. Não podemos nos esquecer da nossa essência feminina e do nosso lado sensível.
           

   
     É preciso aceitar as vulnerabilidades interiores para encontrar a verdadeira força. Aceite e seja forte para encarar esse período! Descubra a sua força interior mais visceral! Aceite e deixe o período fluir com toda a avalanche que é típica da mulher, mas controle o seu humor instável através de uma sólida e estável fé.

Let it Be de Beatles é perfeito para a TPM:

Quando me encontro em momentos difíceis
A minha Mãe Mary vem até mim
Dizendo palavras sábias
Deixe estar


Vale a pena também ouvir Beatles também na TPM. A música deles acalma hehehe. Confira Paul McCartney cantando Let it Be:





 * Canalizar o seu lado visceral para atividades artísticas ou criativas.

  


     Sim, eu confesso que sou mais criativa na TPM. Os homens que lidam com atividades artísticas e/ou criativas ficam mais criativos quando o lado "yin" (lado feminino, sensível, obscuro e lunar segundo o taoísmo) deles é ativado por circunstâncias de melancolia, introspecção ou contemplação. Homens que não se encaixam absolutamente no padrão "yang" (yang é o lado ativo, masculino, impetuoso e solar que vive em nós segundo o taoísmo) tão exacerbado e vangloriado em nossa sociedade têm mais chances de se sentirem tocados pelas inspirações da sensibilidade artística.
    Exemplo clássico disso está no talento dos Beatles cuja música foi citada anteriormente. Havia uma certa doçura, sensibilidade e feminilidade em suas músicas. Eles eram rapazes sensíveis que não tinham receio de assumir o aspecto emocional e sensível de suas canções. Eles vivenciavam muito bem o seu lado "yin" sem perder a essência da denominada masculinidade. Um ser humano quando vivencia seu lado yin e yang sem receio faz sucesso.
   Nesse contexto, é preciso saber que nós mulheres temos o lado yin pulsando fortemente dentro de nós. Não precisamos de esforço para ativar as sombras dos mistérios que vivem em nós. Tudo é intenso, tudo toca em nossa sensibilidade e nenhum estímulo externo passa despercebido para a nossa alma interior. Ao invés de enlouquecer e de se perder diante de tantos estímulos e gatilhos (agradáveis e desagradáveis) que nos rondam, que tal transformar tudo isso em arte?

                    
    
    Acredite se quiser o que vou escrever a seguir -- a TPM pode ser o mais precioso portal para o autoconhecimento profundo de nossa essência feminina. Não existe outro período mais apropriado para entrarmos em contato com as forças ocultas que vivem em nós. Já ouviu dizer que a mulher pode ser tão poderoso como um fada (ou como uma bruxa)? Já ouviu dizer que a intuição feminina é a arma mais poderosa que existe? Já ouviu aquela célebre frase de que a intuição de uma mulher é mais valiosa do que qualquer absoluta de um homem? Então, saiba que este período é perfeito para acessar a sua intuição!
   Ao invés de se perder na loucura e na falta de sentido de sentimentos aparentemente "estranhos" que parecem não fazer parte de você, tente se concentrar no que o seu corpo quer dizer e no que a sua alma necessita. Será que o seu corpo e a sua alma não estão pedindo a você um tempo apenas para você mesma?
    A mulher moderna deve conciliar tantos afazeres distintos em diversos campos de atuação (o que eu considero maravilhoso, pois devemos vivenciar mesmo nossa personalidade multifacetada através de interesses diversos e usufruir dos direitos conquistados pelas mulheres), mas será que não é necessário fazermos um momento de introspecção, quietude interior, reflexão e meditação?
     Não resmungue ou sofra, mas simplesmente feche os olhos e sinta a sua essência interior. O que o seu lado mais visceral e obscuro quer dizer para você? Não adianta tentar ser sempre a "Bela", pois uma hora a "Fera" que vive dentro de você também vai querer se expressar. Por que não transformar o seu lado visceral em força de uma maneira positiva? Utilize os dons da natureza e esteja atenta às percepções. Transforme a sua dor interior em arte.

                

            
      Ao invés de extravasar descontroladamente o seu lado visceral em raiva, fúria e revolta sem sentido, canalize positivamente a sua ira feminina para o bem maior. Escreva poesias ou faça quadros (dependendo de qual é o seu dom artístico). Dançar e fazer exercícios físicos também ajudam a transmutar as energias da TPM. Eu adoro escrever e, quando estou nesse período, as minhas poesias ficam mais intensas, viscerais e profundas.

 *Entrar em contato com a sensibilidade, com a intuição e com a beleza interior.

           

    
     Nesse período de TPM, minha intuição e sensibilidade ficam ainda mais afloradas. Então, ao invés de sofrer com essas características, eu procuro enxergar tais atributos positivamente como se fossem dons (e realmente são dons femininos). Busco não me impressionar com aquilo tudo que eu capto ao meu redor, mas transformar esse turbilhão todo de energia em sabedoria, arte e poesia. Vamos sublimar o ego ferido em amor-próprio e depurar o mal através do bem, do amor e da compaixão.
     Também acredito que seja importante exercer a compaixão e a tolerância diante das outras pessoas e buscar em Deus a sabedoria para compreender melhor o mundo. Será que mulheres sensíveis se sentem incompreendidas quando, na realidade, elas que não compreendem a realidade em volta delas? Procure compreender ao invés de reclamar da incompreensão. Leia os mais diversos livros que possam acrescentar bases sólidas para o seu crescimento pessoal, faça meditação para sublimar a angústia e transcenda a realidade por meio da espiritualidade.
    
                 


     Depois que você estiver bem equilibrada, você pode usar a sua intuição positivamente no seu trabalho, principalmente se o seu trabalho envolver contato com o público, já que, ao captar os desejos e emoções dos outros, ficará mais fácil exercer a comunicação e trabalhar as energias ao seu favor (eis a magia da mulher no campo sutil). Se você trabalhar com vendas então, ficará maravilhosa com a sua intuição. Para quem trabalha com o Direito ou Artes, a intuição vale ouro também. ;)
      Eu sempre sofri com a sensibilidade exacerbada. Eu percebo coisas que outras pessoas não percebem. Ninguém me engana, pois eu capto tudo. Quietinha e introspetiva no meu canto, eu observo e capto muita coisa. Sou misteriosa e admito! Não gosto de revelar o que sou e de me expor de forma exacerbada como as pessoas costumam fazer hoje em dia ainda mais com a moda das redes sociais.
      Acredito que a graça da vida está no mistério e nas revelações gradativas que fazemos uns aos outros na construção das relações pessoais. Eu percebo olhares negativas de desaprovação dirigidos a mim ou às pessoas que eu estimo. Capto olhares de raiva, inveja, maldade, falsidade e manipulação no mundo ao meu redor e fico assustada com a guerra de todos contra todos que vivemos e como o ser humano tem um ego atrasado.
      Também capto energias das mais variadas de ambientes, pessoas e situações. Às vezes, é como se eu pudesse ler o pensamento de algumas pessoas hehehe. Muitas vezes, não queria acreditar no que vejo ou captar certas energias. Por outro lado, tudo o que capto me torna mais esperta e sábia.     
      É muito difícil lidar com a crítica e com a desaprovação dos outros ainda mais quando você não consegue transmitir a sua essência nos seus gestos ou quando percebe que os outros têm más impressões e interpretações equivocadas de sua pessoa e do seu jeito de ser. A consequência disso tudo é o sentimento de incompreensão e frustração. Nós mulheres somos constantemente incompreendidas e subestimadas.

           

      
       Sofremos com o preconceito e, às vezes, nem sequer percebemos o quanto este mal nos ronda. As pessoas, por exemplo, não acreditam que uma mulher bonita possa ser também inteligente. Por que essa crença existe se nenhuma virtude é capaz de apagar a outra? Quando eu cito a beleza, eu cito este atributo como virtude. Antes que me julguem, esclareço que a beleza para ser virtude deve estar vinculada à beleza interior. Não falo aqui da aparência ou de qualquer "padrão" midiático do que possa ser beleza, mas de brilho nos olhos. A mulher é bela por essência.
       Toda mulher é bela, absolutamente bela. É lamentável que muitas se esqueceram disso e mergulharam em inseguranças sem sentido, sentindo inveja do corpo da vizinha e da atriz da televisão. Antes de se compararem com as outras, as mulheres deveriam mergulhar dentro de si mesmas. A beleza não tem padrão, ela é livre como o voo do pássaro e está presente em cada criatura. Nós somos o arquétipo do belo, a deusa vênus em estado puro. Mas isto não significa que não tenhamos marte (bravura) e mercúrio (inteligência) dentro de nós também.
       Para quem pensa que beleza não tem nada a ver com virtude eu indago: o que as suas mães diziam para vocês diante de suas travessuras? Não façam isso ou aquilo, porque é feio. Ainda indago: o que vocês ouviam quando bebê ou criança diante de suas atitudes virtuosas? Isso mesmo, que bonita a atitude, continue assim. 
        Logo, a beleza em sentido amplo está relacionada à harmonia e à virtude.  O Grande Arquiteto do Universo (Deus) quando criou o mundo se preocupou sim em colocar a beleza aqui. Tudo o que o Grande Arquiteto fez é absolutamente belo, já repararam? O mar, as árvores, o céu, a lua, os raios do sol, as flores, os pássaros, os campos e você. Isso mesmo: você! Você é uma das belas criaturas que o criador fez. Você faz parte da beleza da natureza e de tudo que aqui vive enquanto reflexo do bom e belo criador.

                     

       
        É claro que Deus não colocou beleza e perfume nas flores à toa. Nada está por acaso sobre a Terra. Ele tinha um propósito: ajudar tais criaturas a chamarem a atenção de animas como beija-flores, pássaros, morcegos, abelhas, mariposas, besouros e borboletas que vão até elas e transportam o pólen de uma flor para outra durante o fenômeno da "polinização". É através desse processo que as flores se reproduzem. Sim, a beleza pode ser útil. Mas, para ser útil, é necessário conteúdo. No caso das flores, não basta a existência de pétalas lindas, perfumadas e coloridas se não houver também pólen e néctar. A beleza pode até atrair, mas somente o conteúdo e a substância podem dar o verdadeiro sentido para a existência.
        No período da TPM, todas as nossas inseguranças vêm à tona. Tudo aquilo que foi colocado sob o tapete durante o mês ressurge na TPM. A TPM, se for bem aproveitada, tem o poder de "limpar" energeticamente a mulher de toda a energia negativa que ela absorveu durante o mês. Quanto mais energia negativa você absorver mais severa será a sua TPM. Por isso, os nossos atributos negativos como raiva, sensibilidade exacerbada, "melindres" e dramas aparecem sob a forma de choro fácil e ataques de nervos sem sentido nesse período. Tudo isso vem à tona quando não sabemos administrar as nossas emoções e exercer o nosso poder pessoal.
        Através da TPM, a nossa alma feminina vem cobrar todos os nossos débitos e exigir uma limpeza da energia negativa acumulada. O que você está esperando para exercer o seu poder pessoal? Por que você não assume a sua força, mulher? --Essas são algumas das interrogações feitas pela TPM. Enquanto não expandirmos a nossa força, a fragilidade tomará conta de nós e haverá desequilíbrio emocional.
        A mulher precisa estar bem consigo mesma para atingir o seu equilíbrio emocional. Se a corrente das energias negativas querem trazer até nós inseguranças pessoais sobre o nosso corpo, beleza, valor e afetar autoestima, devemos nadar contra a corrente. Justamente nesse momento é que devemos amar a nós mesmas pelo que somos. O amor começa de dentro para fora. A carência não é resultado da falta de carinho dos outros, mas da falta de carinho para consigo.
             



      
       A TPM não traz à toa inseguranças para a mulher, mas apenas acentua as inseguranças interiores, revelando a falta de autoestima que sempre esteve oculta por trás das sombras das atitudes nervosas. Portanto, para vencermos a negatividade da TPM e transmutarmos as suas energias para o lado positivo, iluminado e benéfico, é preciso cultivar o amor-próprio e a autoestima.
       A TPM é um excelente período para depurar questões internas mal resolvidas e despertar, de uma vez por todas, a segurança pessoal e o amor-próprio. Ao descobrir a nossa beleza interior, os nossos olhos brilharão e ficaremos mais belas por fora também. Nesse sentido, a sensibilidade e a intuição são aliadas poderosas na descoberta de nossas virtudes interiores. Reflita, na TPM, não apenas acerca de seus vícios e dificuldade, mas também sobre as suas mais positivas qualidades. Descobrir qualidades melhora a autoestima e induz ao talento. Quais são os sonhos? Onde estão os seus talentos? Descubra as respostas em sua alma.

*Entrar em contato com o inconsciente coletivo feminino e expandir as vibrações do Amor.

             


     Não é novidade alguma o fato de que mulheres que convivem juntas tendem a ter o ciclo menstrual no mesmo período de tempo. É muita engraçada a verificação disso na vida cotidiana quando moramos com mulheres (sejam elas mães, irmãs, tias, primas ou amigas). Além disso, é notável que o vínculo com as mulheres fica ainda mais sensível nesse período. Passamos a entrar em contato com a deusa-mãe que vive em nós e com o arquétipo feminino vivido ao longo dos séculos na humanidade.
   Tudo aquilo que foi sentido ou vivenciado por outras mulheres passa a vibrar em nós mesmas como se fosse uma experiência nossa (e não deixa de ser uma experiência nossa enquanto seres do coletivo que somos). Portanto, as experiências de humilhação, preconceito, violências das mais variadas (físicas, verbais, morais e sexuais), bem como as sombras do mundo feminino passam a vibrar em nosso inconsciente, deixando-nos mais tensas diante dos desafios da vida e dos desafios de ser mulher.
     Os karmas coletivos de todas as vivências do feminino na Terra passam a cobrar atitudes de nós na TPM. As desvalorizações que internalizamos como se nossas fossem, a falta de autoestima e de atitude, bem como a rivalidade mesquinha com outras mulheres passam a cobrar atitudes diferentes ao atormentar-nos a nível inconsciente.
       As mulheres perderam força não somente pelas opressões sociais e pela discriminação histórica que sempre enfrentaram diante de uma civilização cujos poderes políticos, religiosos, intelectuais e econômicos foram marcados por homens predominantemente, mas também pelas opressões advindas do seu próprio clã. As próprias mulheres oprimem umas às outras a partir do momento que cultivam a inveja, a rivalidade por modos de se vestir, a competição, o preconceito comportamental e a deslealdade. Se a união faz a força, a desunião leva à ruína.

                        

      
     Não adianta pregar o feminismo em discursos intelectuais bonitos e através de textos escritos com rigor acadêmico se o amor incondicional pelas outras mulheres não estiver dentro do nosso coração. É preciso viver tudo o que se prega para não cairmos na hipocrisia. Além do mais, somente curaremos as chagas emocionais dos sofrimentos das mulheres através do amor incondicional. A TPM é um bom momento para nos unirmos com a nossa essência feminina, refletirmos acerca dela e passarmos a cultivar um amor mais fraternal em relação às mulheres que compartilham a Terra conosco.
       O que leva a desunião feminina é a insegurança pessoal. Quando se vê uma mulher bem resolvida com a sua própria luz, há a tendência de sentirmos ciúmes diante de seu poder pessoal, visto que inconscientemente todas nós desejamos nos sentir poderosas e iluminadas. O importante é exercer uma reflexão crítica e profunda acerca disto, tendo em vista que todas nós somos filhas do Grande Arquiteto do Universo. Logo, todas nós somos poderosas e iluminadas, visto que a luz de Deus é onipresente e está em todas as suas criaturas.
        Vale lembrar que o brilho de uma estrela no céu jamais ofusca o brilho da outra. Há mais de 100 bilhões de estrelas em nossa galáxia e todas convivem muito bem. Quanto mais estrelas forem acesas melhor! Devemos deixar as inseguranças de lado e nos unir com as outas mulheres a fim de acentuarmos o brilho interior. A convivência com outra luz não apaga a nossa, pelo contrário, acentua ainda mais a nossa própria luz assim como duas velas juntas passam a ser mais vivas e iluminadas para o ambiente.
        É preciso olhar para as mulheres com os olhos da alma e não com os olhos do ego. Olhar para o brilho nos olhos delas e não para o brilho das joias que, porventura, possam adornar o seu corpo. É preciso enxergar os seus gestos e não as suas vestimentas. Por que uma mulher que usa salto alto não pode ser tão humilde e humanitária quanto a que calça sandálias franciscanas? Por que uma mulher que usa batom não pode ser tão inteligente quanto a que não usa? Por que uma mulher que usa decote não pode ser tão virtuosa quanto aquela que usa roupas mais fechadas?
        A essência está na alma e não na roupa. Se a pessoa é mais simples, sente-se bem em um estilo mais natural, por que alguns sentem a necessidade de rotular tal estilo como desleixado? Se uma mulher é mais vaidosa e gosta de sair de casa repleta de adornos, por que alguns sentem a necessidade de rotular o seu comportamento como fútil ou típico de "patricinha"?
             
                     

       
       Ninguém sabe quem está dentro daquela roupa ou qual a alma vive dentro daquele corpo. O rótulo prende as pessoas e retira a sua humanidade. O ser humano é multifacetado por natureza. Não devemos julgar a mulher pelos estilos de se vestir ou pelos comportamentos pessoais e sexuais que ela apresenta. Às vezes uma prostituta tem o coração melhor e mais amoroso do que o de uma beata...
       É preciso que haja uma concentração em nossos aspectos positivos enquanto mulheres. Ao invés de ficarmos reparando nos nossos defeitos e nos defeitos das outras, podemos reparar nas qualidades. É claro que analisar os nossos defeitos auxilia na construção interior, no desenvolvimento pessoal e no lapidar da alma. Mas, para melhorar a autoestima e o amor-próprio, é necessário que as mulheres não sejam carrascas delas próprias diante do espelho.
        
            

      
     Ao invés de repararmos naquela gordurinha a mais que não gostamos ou nas cicatrizes, marcas, celulites, estrias e pelos em lugares que não deveriam existir, por que não reparamos no nosso brilho nos olhos, nos cabelos sedosos, nas curvas lindas e charmosas do corpo e, principalmente, na nossa mais bela curva que é o sorriso? Bob Marley já dizia que a curva mais linda da mulher é o sorriso. Antes de nos compararmos com o que a mídia diz ser o "belo" ou o "padrão", por que não criamos o nosso próprio "padrão" para sermos felizes como somos?
      E, por fim, por que sofremos na TPM? Porque não geramos a vida em nós. Mas, a vida não significa literalmente gerar um bebê dentro de nós. Podemos gerar a vida no sentido simbólico, ressuscitando a nossa força interior e resgatando a VIDA que habita em nós enquanto centelhas divinas de Deus que somos. Vocês já pararam para pensar que tudo no corpo de uma mulher é voltado para a vida? Os nossos seios simbolizam a nutrição e o nosso útero é o centro da formação da vida, o canal entre Deus e o mundo e o primeiro lugar a estabelecer uma âncora entre o céu e a terra e entre o espírito e o corpo do bebê.
       Apesar de ser, de certo modo, feminista e de defender o estado laico, eu jamais poderia ser a favor do aborto, tendo em vista as minhas crenças pessoais. Confesso que sou paradoxal, pois tenho linhas de pensamento libertárias, mas também possuo raciocínios de cunho conservador. A formação da vida dentro do útero é extremamente complexa e, para mim, significa uma das provas da existências de Deus. 
       Defendo a igualdade entre homens e mulheres, bem como a liberdade sexual da mulher e a sua autodeterminação. Mas, quer a mulher queira ou não, é ela que traz a vida para o mundo. A partir do momento que há outro ser dentro de nós, esse ser já tem direitos, direitos distintos dos nossos. Não podemos negar que somos o veículo da vida. Se isso prejudica a nossa liberdade como as feministas radicais dizem, eu não posso afirmar, já que a vida dentro de nós é um fato. Se os homens tivessem útero e fossem os veículos da vida, eu também seria contra o aborto hehehe. Não se trata de uma discussão sobre gênero ou igualdade, mas sobre vida. Se não queremos filhos, podemos evitar através dos métodos contraceptivos. O aborto é desnecessário.   
     Dizer que a legalização do aborto seria benéfica para as mulheres pobres, visto que as ricas conseguem clínicas caras e clandestinas para isso é cair em um argumento sem solidez. Se a desigualdade social existe, é ela que deverá ser combatida. Que nós possamos debater, então, sobre desigualdade e não sobre aborto. Do mesmo modo, criminosos ricos conseguem "driblar" a justiça enquanto "ladrões de galinha" são presos. O problema não está no crime em si ou no sistema, mas na desigualdade. Não podemos usar a desigualdade como argumento para justificar as legalizações ou para explicar todas as demais mazelas sociais.
     Se a desigualdade social é a raiz de muitos problemas, é ela que deverá ser combatida com educação de qualidade e saúde para todos e todas. É através de uma educação sexual de qualidade e de um atendimento público ginecológico de qualidade que combateremos a gravidez indesejada e não por meio da legalização do aborto.      

             

     
    E, antes que me julguem, sei muito bem separar a minha espiritualidade da minha intectualidade jurídica. Minhas crenças espirituais jamais "nublaram" o meu senso de ética e de justiça ou os meus atributos cognitivos. Pensando friamente sobre o aborto no mundo jurídico e deixando de lado o meu ego feminino e o meu coração espiritual, concluo mentalmente de forma séria e isenta de paixões que o aborto jamais poderá ser amplamente legalizado (exceto para algumas hipóteses já previstas), visto que isso representaria o desmoronamento de todo o ordenamento jurídico cujo núcleo resguarda o direito à vida. A vida é um dos mais preciosos bens jurídicos. Além do mais, deve-se observar que o nascituro já possui direitos...
        Opa, eu acho que a advogada já começou a falar mais alto hehehe. O objetivo da postagem não é debater sobre o aborto, mas sobre a TPM. Inevitavelmente, eu vim para este assunto, já que, quando eu começo um discurso, nunca sei onde as palavras me levarão...
         Retomando sobre o poder da TPM, este é um período poderoso sim! Por aflorar a nossa sensibilidade, desenvolver a nossa intuição e nos deixar em contato com a parte mais visceral dentro de nós, a TPM tem poder. Por levar a nossa essência ao inconsciente coletivo feminino, tornando-nos mais unidas com as mulheres, a TPM tem poder. Este é um período onde energias intensas são mobilizadas dentro de nós. Que nós possamos usar estas energias de forma inteligente e benéfica, canalizando-as para a arte e transmutando-as em altas vibrações de amor. Sim, o poder da mulher está na energia do amor. Vamos expandir a nossa alma na força do amor e da doçura. O amor nos imuniza e nos protege do mal. A doçura de uma mulher derrete até o coração mais duro e amargo. 
     A TPM vem nos lembrar da VIDA que habita em nós. Vida não somente no aspecto de sermos os veículos da formação e geração de bebês, mas também da vida que pulsa em nosso sangue enquanto almas dinâmicas de Deus. Ao invés de viver uma vida sem sabor ou estressada, que possamos ser o "sal no mundo". A própria bíblia diz: "Vocês são o sal da terra."
   Devemos lembrar do nosso poder enquanto mulheres, o poder não somente de dar a luz às vidas biológicas de outros seres humanos, mas também de dar a luz para o mundo, contribuindo com a sociedade através de nossa sensibilidade e amor. Tornar a sociedade menos agressiva e mais amorosa é o nosso dever. Afinal, nós somos o arquétipo da deusa vênus.

              

   
    Que não tenhamos medo de expressar a nossa luz. Podemos ser biologicamente mais frágeis em alguns aspectos, mas somos muito mais fortes espiritualmente do que o arquétipo masculino. Nada derruba a força do amor assim como nada pode ferir a água de um rio. 
       Vamos expressar a nossa luz sem medo para que possamos expandir o amor no mundo, já que, consoante a bíblia, "ninguém acende uma  luz e a coloca debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa."
      A partir do momento que a VIDA passa a pulsar dentro de nós de forma mais lúcida, ampla, profunda e verdadeira, a TPM será mais branda, visto que o papel da tensão interna em nós é justamente retirar a mulher da zona de conforto e trazer reflexões acerca do sentido da vida. Que a VIDA possa reacender a sua alma e a sua alegria.
      E que você possa amar sua essência feminina incondicionalmente. Ao invés de reclamar da TPM, aceite as consequências biológicas e psíquicas de ser mulher. Eu amo ser mulher, e você? Apesar de todas as dores físicas e emocionais das quais passamos, eu jamais trocaria de corpo. É fascinante o mergulho na energia lunar! Agradeço a Deus por eu ter encarnado mulher hehehe. Muita paz e luz para as mulheres, minhas irmãs da jornada terrestre!

Abraços aos leitores e leitoras,

Tatyana Casarino. Advogada. Poetisa. Um ser humano em constante transformação.

*Para quem quiser se aprofundar no assunto do universo feminino, recomendo dois livros maravilhosos que eu li e que ajudaram na consolidação da minha consciência feminina.

Algumas dicas de livros para as mulheres:

  


*Mulheres inteligentes, Relações saudáveis de Augusto Cury.

Sinopse: O livro aborda tipos de mulheres, as observadoras, as analíticas, as mulheres casulos dentre outras, trazendo o lado positivo e negativo de cada comportamento. O autor afirma que é necessária a identificação do tipo de mulher que cada uma é, permitindo uma reflexão ponderada e um trabalho de mudança, além da necessidade de ela reconhecer seu real valor, se valorizando, deixando a culpa e a autopunição de lado. Cury aborda também outros temas muito importantes ao universo feminino: a ditadura do ciúme, a generalização da crítica, o excesso de trabalho, o medo da perda etc.

Confira mais sobre o Livro no Link:


       


*Mulher -- A essência que o mundo precisa de Bruno José Gimenes

Sinopse: A energia essencial da mulher é a bênção que o mundo precisa para transformar o momento atual da humanidade. O livro é uma obra incrível que traz a visão e os ensinamentos das atmosferas espirituais superiores sobre a importância e o papel da mulher no contexto atual da evolução da humanidade.

Confira mais sobre o Livro no Link:


*Recomendo também um texto interessante sobre esse assunto (TPM e menstruação) sob a ótica do xamanismo:

 Veja só um trecho do que o texto do xamanismo diz:

   O sangue está muito relacionado com a Lua . Para os nativos americanos, quando as mulheres estão menstruadas eles dizem que estão " de lua ". Os nativos reconhecem que menstruar é uma parte importante na vida de uma mulher. Um ritmo que é vital para a saúde psíquica e física.
   Os nativos americanos reconhecem que na menstruação a mulher atinge o nível mais alto do seu poder espiritual onde a atividade mais apropriada é o descanso e recolhimento para acumular sabedoria.
   Uma mulher menstruando tem o potencial de ser mais poderosa do que qualquer mulher ou qualquer homem, em qualquer momento. >> Uau! :)

Confira o texto na íntegra no seguinte Link:

http://www.xamanismo.com.br/Poder/SubPoder1191323717It004

  


Para encerrar a postagem, um importante lembrete a todas as mulheres de TPM:

   Identifique-se com as soluções, não com as confusões. Lama Gangchen



 Confira o divertido e místico Link:

*Os signos e a TPM






  
         
           

2 comentários:

  1. Quase não comento em blogs, mas me senti tão confortada e amada através de sua mensagem que tive que comentar seu texto. Sinceramente foi o que me mais me ajudou nesse período tão desafiador. E através desse texto tão sensível tive um insight. Usar toda essa energia acumulada de Vida e direcioná-la em forma de Amor ao Universo feminino. Vibrar em altas frequências envolvendo todas as mulheres do Universo dando-lhes a força e o apoio que só nós podemos dar. Antes de dormir vou fazer uma meditação maravilhosa, deixando fluir todos os meus sentimentos, sejam bons ou maus, sem resistir a eles ou negá-los. Escrever, se precisar. Deixar que a raiva e a angústia se transformem em Expressão de Arte e Renovação do Ser. E deixar viver todo o sentimento positivo que há dentro da minha alma. Deixar que ele abrace o mundo.
    E deixar viver a Mulher em mim.

    Obrigada por me acolher e acolher todos os corações que foram tocados por você. ♡

    ResponderExcluir
  2. Olá, Sammy! Seja muito bem-vinda ao blogue! Obrigada por comentar aqui e relatar a sua experiência. Fiquei emocionada e muito feliz em saber que o texto escrito por mim lhe ajudou de algum modo. Que através do texto surgiu um insight! Que grande alegria ler o seu comentário. Viva o sagrado feminino! Viva a mulher dentro de nós! Um abraço cheio de carinho para você e muita luz no seu coração! ;) Taty.

    ResponderExcluir