O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

The Goddess of Illusion



A deusa da ilusão

Lá no subúrbio, há garotas lindas.
Se você não está jogando,
então você está bebendo.
De algum modo, você foge da vida.

Qual a sua válvula de escape?
Todos nós temos tantas fugas,
pois nós simplesmente não suportamos saturno.
Ninguém escapa das seduções de netuno.

Chega um momento de dissolução
em que o seu ego almeja diluir-se.
Você espera a evaporação da vida
na fumaça de seu charuto cubano.

No escuro da noite, há jogo incríveis:
poker, cacheta, truco e sinuca.
Dentro de minh'alma, vícios invencíveis.
Você consegue fixar-se na vida real pura?

Eles me dizem que sou corpulento e avoado,
eles me dizem que preciso viver a realidade.
Preciso me lembrar que há contas para pagar,
preciso me lembrar de tomar banho.

Eles me dizem que sou louco e embriagado,
talvez eles não saibam que eu não sou o culpado
por ter uma alma conectada com o outro mundo.
Você consegue viver sem procurar qualquer fuga?

Cambaleando em direção ao penhasco,
desejo fugir e ser atropelado
para nos braços de Deus descansar
dessa vida mundana, profana e fugaz.

Às vezes, a morte parece tão bela
quando veste o véu negro da noite,
pois ela carrega um bálsamo perfumado
em seu lenço fatal e entorpecente.

A vida é transfigurada de pólvora,
aqui há guerras, conflitos de toda a ordem,
emoções descompassadas e surpresas.
A vida nunca segue o rumo que você pensa.

A vida segue o próprio rumo
como se fosse um velho a caminhar
com o seu lampião de ouro
e os seus passos pesados.

A vida é representada por um eremita,
ela requer paciência, boas postura e resignação.
A roda da fortuna sempre gira de modo diferente,
animas alados escrevem o seu destino frequentemente.

A morte, por sua vez, é uma sereia atraente
que nos convoca à escuridão anestésica
através de seu canto doce e seios fartos,
seduzindo os seres escapistas ingratos.

O suicídio é sempre uma ingratidão suprema,
um desrespeito à vida, um pecado mórbido,
porém o desejo da morte lateja os corações melancólicos
no ritmo frenético do canto das sereias.

Eu estou amando a morte,
procurando anestesiar-me com vinho.
Estou loucamente correndo, fugindo
dessa amarga vida sem sentido.

A dor da incompreensão atormenta a alma,
até mesmo Cristo foi incompreendido,
pois a vida é um martírio infinito
que termina em crucificação e ressurreição.

A matéria-prima da morte é a própria vida
assim como os pregos e a madeira da cruz
estão presentes na arte do carpinteiro.
Eis que somos feitos de sombra e luz.

A morte é bela, muito bela,
pois ela exalta a igualdade dos homens,
corroendo os bens e apodrecendo o corpo.
Lembro-me, assim, que o espírito prevalece sobre a matéria.

Poesia escrita por Taty Casarino

   Esta poesia busca refletir o perigo em tentar suprimir o arquétipo de netuno que habita em nós. Netuno, para a Astrologia Moderna, representa, dentre tantas outras coisas, a imaginação, as ilusões, a busca por conexões superiores e o preenchimento do "vazio" humano através da superação do cotidiano do âmbito material. 
   Sabe-se que muitas vezes, negligenciamos esta parte imaginativa dentro de nós, pois a nossa sociedade crê que somente é importante a realidade e a capacidade de ser produtivo na vida "real". Pessoas mais idealistas, sonhadoras, artísticas e/ou filosóficas são consideradas "loucas" como se a arte não tivesse o seu valor ou como se filosofia fosse pura "viagem" sem sentido.
    No entanto, as pessoas se esquecem de que todos nós necessitamos de momentos de "fuga" da realidade e, quando bate o desânimo, o estresse, o cansaço e até mesmo uma tristeza sem motivo aparente, as pessoas acabam buscando "válvulas de escapes" perigosas como os jogos, o álcool e até mesmo as drogas.
   Penso que, se fossem mais valorizadas a capacidade de abstração e a nossa necessidade de se unir com algo maior, "fugindo" do cotidiano através de meios saudáveis como a dança, a pintura, o teatro e a poesia, haveria menos consumo de drogas lícitas e ilícitas e, consequentemente, menos violência. Nesse contexto, conseguem enxergar a importância das artes na vida do jovem?
   Creio que seja muito melhor investir tempo nas artes do que cair em mundos sombrios como o das drogas. Eu não preciso de qualquer substância para acessar o meu mundo astral e imaginativo.
     A espiritualidade também tem um papel maravilhoso no que toca à transcendência. É por isso que há tantas igrejas que conseguem salvar as pessoas das drogas. Independentemente de qual for a sua crença, a experiência da fé é muito bonita para ser ignorada. A oração e a meditação trazem conforto e uma sensação de "embriaguez" saudável.
      Vamos respeitar as pessoas com tendências mais filosóficas. Antes de dizer por aí que o seu amigo vive com a "cabeça no mundo da lua" ou que ele não faz nada de "útil", saiba que cada personalidade tem a sua utilidade na sociedade e que o seu amigo sonhador pode ser aquela pessoa que veio ensinar a sonhar de forma saudável.
        Infelizmente, há muitas pessoas que buscam no suicídio o refúgio para uma vida "pesada" quando não conseguem encontrar válvulas de escapes saudáveis. A poesia alerta para o risco de não seguir o "canto da sereia" que a dor produz em direção à morte. Paradoxalmente, há um lado belo na morte quando ela produz a reflexão da igualdade plena.
      Sem ilusões, que possamos viver um dia para o sonho e outro para realidade, com asas prontas para voar e com os pés firmes em suas raízes. Equilíbrio entre realidade e sonho é tudo!

Obs: A imagem que acompanha a poesia é a capa de um álbum de músicas da banda norueguesa de metal gótico Sirenia.

  Tatyana Casarino





Nenhum comentário:

Postar um comentário