O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Girassol




Você indaga o meu sorriso diário
como se fosse impossível ser feliz,
e eu respondo que a felicidade habita aqui
em cada ser vivo que há pela terra.

Não importa o tamanho do seu obstáculo
se o que move a sua alma é infinito.
Como a força gravitacional planetária,
eu giro ao redor da luz, ao redor do sol!

Se o campo é inóspito, luto com mais bravura.
Se a lama suja os meus pés na tempestade,
renasço pura como a flor de lótus que invade
o terreno sombrio com a sua iluminada candura.

As minha limitações são doses amargas
da doce e gloriosa sabedoria divina.
Embora eu não possa andar,
sinto que sou uma borboleta a voar.

Sou uma borboleta azul que dança
ao redor dos jardins da alegria,
adocicando os ambientes,
tocando as almas com a minha força.

Sou uma alma sorridente,
sofrida, intrépida e destemida.
Tenho uma fé ardente na vida,
na luz que em tudo brilha.

Sou uma alma voltada para a luz,
sou um girassol, belo girassol,
que sobrevive às mais violentas intempéries
para contorcer o seu corpo em direção ao sol.



Poesia de Sílvia Sores, heterônimo criado por Taty Casarino.

2 comentários:

  1. Adoro essa flor, sempre buscando a luz, o sol... a energia... Interessante a figura no final, uma outra visão das princesas. :)

    ResponderExcluir
  2. O simbolismo do girassol é lindo, não é mesmo? A figura no final é a Ariel, a Pequena Sereia, cadeirante. A personagem poética Sílvia Soares é ruiva e se parece com a Ariel. Achei interessante postar a gravura. Que toda garota se sinta uma princesa!

    ResponderExcluir