O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





domingo, 8 de novembro de 2015

Filhos do mesmo sol


Por todos os lados,
rios de sangue
formados pelo ódio
há muitos séculos.

Por todos os prados,
marcha um preconceito infame
destruindo lares, cidades
enquanto os corações choram.

Por todos os rios,
há centenas de lágrimas
derramadas pela dor
de negar a si próprio.

Guerras em nome de padrões,
ditadores de robôs e ilusões,
normose doentia e profana
corroendo a alma humana.

Seja você mesmo sempre
ainda que mil pedras o ataquem.
O Mestre, quando passou por esse mundo,
amou a todos incondicionalmente.

O sol não escolhe os aquecidos,
ele simplesmente irradia calor universal
a todos os seres vivos que respiram,
a todas as plantas, minerais e animais.

Negros, brancos, índios,
europeus, asiáticos, americanos,
brasileiros, portugueses, argentinos,
indianos, coreanos e mexicanos.

Homens, mulheres, crianças,
gagos, eloquentes, idosos,
céticos, ateus, religiosos,
feios, bonitos, formosos.

Gordos, magros, falantes,
altos, baixos, principiantes,
veteranos, sábios, profetas,
luxuriosos, profanos, ascetas.

Gulosos, vaidosos, pecadores,
iracundos, pacifistas, vegetarianos,
profundos, superficiais, arianos,
conservadores, liberais, cancerianos.

Saudáveis, doentes, intelectuais,
esportistas, atletas, modelos,
psicólogos, advogados, médicos,
turistas, pessoas com necessidades especiais.

Políticos, bandidos, eleitores,
honestos, desonestos, criadores,
arquitetos, artistas, amores,
desafetos, amigos, desafiadores.

Tagarelas, quietos, introspectivos,
festeiros, agitados, extrovertidos,
pilotos de caça, motoqueiros, mecânicos,
cantores, poetas, tocadores de piano.

Professores, alunos, diretores,
louros, ruivos, morenos,
japoneses, chineses, amadores,
profissionais, telespectadores.

Atores, dançarinos, franceses,
bateristas, vizinhos, parentes,
primos, avós, irmãos,
mães, pais, filhos.

Todos incondicionalmente aquecidos,
todos indubitavelmente irmãos,
filhos do mesmo Pai Maior,
filhos unidos pelo mesmo sol.



                                      Poesia escrita por Taty Casarino

4 comentários:

  1. Hilária a caricatura! Foi feita por algum conhecido, ou por algum programa de computador?

    ResponderExcluir
  2. Olá, Mateus! Ficou divertida a caricatura, né? Hehehe. Essa caricatura vem do aplicativo MomentCam. Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá.... esse final diz tudo >> Todos incondicionalmente aquecidos, todos indubitavelmente irmãos, filhos do mesmo Pai Maior, filhos unidos pelo mesmo sol. << Ou seja, ninguém é melhor do que ninguém, todos nós somos iguais. Ameiiiii a caricatura também!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Fer! Fico feliz que tenha gostado! Obrigada por acompanhar as poesias do Recanto. Grande beijo!

    ResponderExcluir