O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Amor próprio




Quando a tua alma estiver mergulhada
em autocomiseração, insatisfação e medo,
encontra as asas da glória do espírito,
respira fundo e lembra-te de que tu és amada.

Amada por Deus, teu pai absoluto que te cobre
sob a luz do manto da superação e do perdão.
Tu vieste ao mundo para que a luz do pai brilhasse,
sendo assim a tua limitação é apenas a ponte para o alto.

O Grande Arquiteto do Universo é perfeito,
Ele permite as limitações físicas dos filhos
para que eles possam descobrir o Ilimitado.

Assim tu és: um ser iluminado
cuja força visceral levanta-te sete vezes.
Setenta vezes tu serás coroado,
sorria, doce flor, diante dessa alegria.

A flor que nasce no campo inóspito é a mais bela,
o fogo da lareira é mais aconchegante no inverno,
o sol é mais celebrado depois do dia nublado,
o amanhecer tem mais valor depois da escuridão.

Não é apenas nas roupas que há glamour,
mas no brilho do olhar de cada um.
Abra o teu coração para a essência,
mil vezes mais preciosa do que a aparência.

Por mais bela que seja a aparência da concha,
mil vezes mais bela ainda será a pérola
que habita, por vezes, tímida dentro dela
por não saber o seu imenso valor.

Sinta o fogo do sol irradiando o teu ser,
o sol que ama a todos sem distinção,
propiciando luz e colocando a vida em ação,
absolutamente todos os dias sem esmorecer.

Poesia escrita por Sílvia Soares

Sílvia Soares é a personagem poética cadeirante criada por Taty Casarino.

2 comentários:

  1. Toda essa poesia é linda...mas amei a parte >> Amada por Deus, teu pai absoluto que te cobre
    sob a luz do manto da superação e do perdão.
    Tu vieste ao mundo para que a luz do pai brilhasse,
    sendo assim a tua limitação é apenas a ponte para o alto.

    O Grande Arquiteto do Universo é perfeito,
    Ele permite as limitações físicas dos filhos
    para que eles possam descobrir o Ilimitado.

    Assim tu és: um ser iluminado <<

    Personagem poética cadeirante? Ameiii.

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz que tenha gostado! Adorei a parte destacada :) Bjão!

    ResponderExcluir