O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





sexta-feira, 29 de maio de 2015

Escrevo, porque existo


"Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.


Irmão das coisas fugidias;
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou edifico,
se permaneço ou me desfaço,
- não sei, não sei. Não sei se fico
ou se passo

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada
E um dia sei que estarei mudo:
- Mais nada"
Poema Motivo de Cecília Meireles



Escrevo, porque existo,
vívida é a expressão
que mora em minh'alma.
Poemas são flores nos jardins,
jardins do pensar.

Néctar doce e profundo
de meu sentir fecundo.
Quando o meu sentir
encontra-se com meu pensar,
alegria mais doce não há.

Doce angústia rica que atormenta
as almas melancólicas dos poetas.
Nesta noite fria, eu escrevo
sobre tudo o que se passa lá fora
e também sobre tudo o que se passa aqui dentro.

Escrevo, porque a vida existe.
mil estímulos o respirar me traz.
A inspiração começa no nariz
e termina com palavras no papel.

Inspiro a vida e expiro poesia,
meu oxigênio é o sentir.
Escrevo, porque liberto palavras
que não podem morar dentro de mim.

Como folhas balançando na árvore,
assim são os meus versos em mim.
Eu sou a árvore da vida
cujas folhas caem para serem poesia.

Sinto, logo existo.
Existo, logo penso.
Existo, logo escrevo.
Eu sou poesia.

Poesia de Taty Casarino


Nenhum comentário:

Postar um comentário