O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





quinta-feira, 15 de maio de 2014

Melancolia

Melancolia

"Melancolia
Maneira romântica
de ficar triste"
Mário Quintana


Melancolia, não quero chorar hoje.
Melancolia, não quero mostrar fragilidade.
Melancolia, quero continuar embriagada pela poesia.
Oh! Poesia, exorciza essa mágoa de mim,
e transforma em beleza essa sombra.

Venha até mim e deixe-me mostrar quem eu sou
além dessa sombra que você detectou em mim.
Há um mar de poesia e lágrimas,
há um rio de alegrias e talentos,
talentos ocultos pelo vento.

Deixaria as lágrimas afogarem
a minha vontade de brilhar?
Feridas de sabedoria
latejam na alma hoje.

Melancolia, por que sou tão frágil?
Melancolia, por que o mundo é frio?
Melancolia, por que não consigo
fazer nesse instante minha alma sorrir?

L'âme est triste aujourd'hui,
pourquoi? pourquoi?
Parce que oui,
parce que oui.*

Embora eu pareça resignada,
nesta alma, há um coração ,
que sangra pelos sonhos que não serão
vividos na realidade,
oh! misericórdia divina,
oh! compaixão.

Olho para o céu,
vejo que as estrelas estão brilhando,
mas, dentro de mim,
há uma nuvem de melancolia e dor.

Eis que minha melancolia ilumina-me,
consola-me e cobre minh'alma de poesia,
então eu me lembro que uma estrela caída,
ainda é uma estrela.

Poesia descrita por Cathy Lee(heterônimo melancólico de Tatyana Casarino).



*Tradução dos versos escritos em francês:
A alma está triste hoje.
Por quê? Por quê?
Porque sim.
Porque sim.






Nenhum comentário:

Postar um comentário