O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





sábado, 22 de março de 2014

Das estrelas de plutão


                Das estrelas de plutão

           Uma poesia com referências astrológicas de Taty Casarino da coleção "Uni(versos) estrelares", caderno poético com versos astrológicos e mitológicos. "Das estrelas de plutão" se refere a pessoas com forte influência de plutão no mapa astral e também ao mito do rapto de Perséfone.
             Para a astronomia, Plutão deixou de ser um planeta, e é considerado um planeta-anão. Como outros membro do cinturão de Kuiper, ele é composto basicamente por rocha e gelo, possuindo aproximadamente um quinto da massa da lua.
                     

             Para a astrologia, Plutão é como Hades, o deus do subterrâneo e do mundo dos mortos. E,quando sua energia influencia o mapa astral de uma pessoa, acredita-se que essa tem o potencial de se defrontar com os aspectos mais obscuros da alma e renascer das cinzas com uma força capaz de ultrapassar qualquer obstáculo. Quando se está longe do sol, damos mais importância à luz. 
                Taty Casarino







Leve-me ao subterrâneo,
eu não tenho medo de você.
Tire-me tudo o que quiser,
eu sempre irei renascer.

Nada é suficiente para você,
não importa o quão longe eu possa chegar,
todo dia é dia de minh'alma transmutar.

Eu estou imersa dentro de mim
por mais sociável que eu pareça,
e há segredos dentro do meu ser
que jamais serão revelados.

Eternamente misteriosa,
eternamente em metamorfose,
todo dia é dia de conhecer
uma nova face dentro do meu ser.

Todo dia é dia de mudar,
e quando eu me transformo,
sinto que estou a morrer.

Todo dia é dia de metamorfose,
de transmutação e morte,
todo dia é dia de sentir,
todo dia é dia de morrer.

Não importa quão fundo seja o poço
em que eu esteja caída,
haverá sempre uma força em minhas entranhas,
que me fará levantar para lutar.

A minha doçura contrasta o teu veneno,
o qual me fez sábia e ainda mais doce,
depois de transmutada.

As minhas lágrimas contrastam a tua firmeza,
mas elas estão longe de simbolizar fraqueza,
pois há uma represa de força dentro de cada lágrima.

Faça-me uma agente de transformação,
se eu me transformo, também posso ajudar
a sociedade a se transformar.

Quando a força violenta das profundezas amargas
encontra uma índole pacífica, doce e bondosa,
maravilhas podem ser feitas.

Quando as sombras das trevas
encontram a luz do sol,
tudo renasce em amor e arco-íris.

Aquela garota que descia aos prantos
a escadaria dos pátios do colégio,
havia perdido tudo, exceto a força e o medo.
E, ela lutou para a força vencer o medo.

A cada medo que eu venço,
eu me torno mais destemida,
a cada obstáculo vencido,
eu me torno mais forte.

Não importa quantos obstáculos
a vida me ofereça,
eu superarei um por um
com amor à luz de Deus.

Não importa quantas vezes
eu tenha que morrer,
eu sempre vou renascer das cinzas.

Nada pode deter,
nenhum obstáculo pode derrubar
aquele que é feito das estrelas de plutão.

Poesia de Tatyana A. F Casarino





   
    

Um comentário:

  1. Hades era o mais justo e correto dos deuses: Nunca foi desleal com Perséfone, ou a abandonou, nem tentou trair seus irmãos. Curioso ele ser freqüentemente tratado como vilão. Ninguém gosta dos deuses que orientam e buscam os mortos, mas alguém tem que fazer esse trabalho.

    ResponderExcluir