O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





quinta-feira, 6 de março de 2014

Confissões de um anjo

Confissões de um anjo


Eu vou dedicar toda a minha eternidade
para salvar você, doce criatura humana.
Sua devoção e fé por mim
são o combustível de minhas asas.

Não é só você que sente devoção por mim,
eu vivo para sentir devoção por você,
protegendo sua alma do ar,
livrando-lhe do mal.

Tudo o que eu quero
é o bem-estar do seu espírito.
Sorria para mim,
deixe-me ser o seu abrigo.

Quando você estiver triste,
dê a sua tristeza para mim,
e deixe-me colocar um sorriso de luz
na sua face humana.

Quando você estiver perturbado,
dê a sua perturbação para mim,
e deixe-me preencher sua alma de luz.

Toda a minha eternidade é sua,
toda a minha força é sua,
toda a minha luz é sua.

Se um dia, por acaso,
no inferno você cair,
eu sacrifico minha auréola,
sujo as minhas asas,
para resgatar minha doce criatura,
e,do umbral mais sombrio,
levar-te-ei ao brilho do paraíso.

Venha até mim, suavemente,
fecha os olhos e sinta minha luz,
dê as suas preocupações para mim,
nada de mal ocorrerá a você.

Eu serei seus olhos na escuridão,
eu serei seus ouvidos no ruído ensurdecedor,
eu serei sua consciência nas sombras,
eu serei sua luz na dor.

Eu vou me entregar a Deus,
e, em nome dele, proteger-te-ei
até o final dos tempos.

Poema escrito por Taty Casarino


Nenhum comentário:

Postar um comentário