O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





sábado, 13 de outubro de 2012

Príncipe de Papel



Numa madrugada de verão,
solitária em um quarto de praia,
decepcionada com a vida, do nada,
eu criei você, meu príncipe de papel.

Ainda criança, lágrimas nos olhos,
recém havia descoberto os amores e as dores,
traumas e angústias infantis,
eu criei o meu príncipe amado
escrito e desenhado em papel dourado.

Todas as minhas fantasia infantis
transformadas em literatura,
todo o meu coração, minha paixão,
e minha essência pura.

Seus olhos azuis outrora violeta
sorriram para mim em um belo sonho,
suas palavras assobiavam canções de ninar,
fazendo a minha tristeza cessar.

Tudo aquilo estava só em minha mente,
não sentia sua presença viva,
nunca o vi com meus olhos,
mas já o senti com o calor de minh'alma.

Venha, meu príncipe de papel, inspira-me
a escrever belos poemas outra vez.
Diga-me que você existe nem que seja apenas
no fundo de minha mente levemente insana.

Venha, vamos conhecer a dança
do mundo imaginário florido.
Ensina-me o quão é belo sonhar,
beije-me a noite com o seu poetar.

Meu sangue é marcado com sua inspiração,
doces livros escritos pela imaginação
de uma criança criatiava e fantasista
presa num medo infundado,
e liberta pelo reino encantado
dos seus sonhos dourados.

És tu um elfo encantado?
És tu a personificação do sol?
Os poetas tem suas musas imaginárias,
e as poetisas os príncipes de papel.

Vamos voar nas asas da deusa da imaginação,
cantando ao pé da lua, tocando o coração...
Deixe-me ser a sua fada encantada,
montre-me o reino das águas literárias
e deixe-me voar em suas asas rimadas.

Lune Fleur(um dos heterônimos de Taty Casarino)

Cena romântica:

Thumbelina- Let Me Be Your Wings 

http://www.youtube.com/watch?v=C9dud8gFRT8



Nenhum comentário:

Postar um comentário