O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





sábado, 13 de outubro de 2012

Pérolas ocultas




O crepúsculo esfria minh'alma
na amarga lua tresloucada
que sufoca o sol e a clareza,
deixando confusa minha cabeça.

Pensamentos ecoam pela mente
como um furacão insano,
lástimas de fel de um coração profano.

Mergulhei dentro da alma,
montros da agonia eu visitei,
correntes e algemas me prendiam,
mas agora eu me libertei.

Fui, corri, fugi para bem longe,
em uma floresta encantada
para me esconder da loucura
e da confusão insensata.

Lágrimas escorrem pela face pálida,
medos infundados queriam ser coroados,
chagas emocionais e paranoias lunáticas
queriam afogar minh'alma em pranto.

Mergulhei na alma para entender meu mapa,
mas quase perdi minha doce bússola,
eis aqui estou correndo em busca,
em busca das pérolas perdidas
nesse vale sombrio da noite.

Garimpando minh'alma na completa escuridão,
ouvia vozes de agonia e medos em forma de trovão,
contudo, uma vela se acendeu em algum recanto,
uma centelha divina cheia de encanto,
que me fez enxergar as pérolas ocultas
por dentro das conchas perigosas do breu.

Deixe que a luz do sol seque minhas lágrimas,
a criança oprimida foi salva de seus montros,
na escuridão eu corro em busca de luz
enquanto minhas feridas infantis se cicatrizam.

Taty Casarino

Nenhum comentário:

Postar um comentário