O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





sábado, 8 de setembro de 2012

Sob teu manto


Sob teu manto

Quando eu estiver triste, mãe,
desenha, em mim, o sol do teu manto,
e me acoberta sob tuas asas.

Quando as trevas tentarem apagar
toda a luz que mora em minh'alma,
dê a mim a sua mão
e reerga-me da escuridão.

Salva-me do sombrio inverno
com teu abraço terno
e tua compaixão.
Dê a tua mão
e cubra-me com teu manto sagrado.

Perdoe-me por toda a sombra
que habita minh'alma,
ela só é o rastro escuro da luz
que brilha dentro do meu espírito.

O inverno está fadado
a aquecer-se com teu manto sagrado.
Seu filho, há muito tempo,
neste hostil lar, crucificado.

A sombra é a cruz
que a humanidade carrega.
Retira-nos daqui, oh! grande Mãe,
e leva-nos para onde só haja luz.

Perdoe-me por todos os pensamentos sombrios
que atormentaram minha mente,
perdoe-me pela sombra demente
que faz brotar a dor.

Perdoe-me pela minha curiosidade atroz
que me levou ao conhecimento envenenado,
uma profana como eu, um pensamento veloz,
eu mordi a maçã do Éden
e deparei-me com a escuridão.

Oh! Virgem, leve-me à terra da luz,
onde só o sol reina,
e o conhecimento não seduz.

Eu apenas sou uma profana
de curiosidades e inseguranças...
...Não me julgue por minha mente insana,
julgue-me por minh'alma doce.

A sombra já nasceu com a luz,
a morte já nasceu com a vida,
e o teu Filho já nasceu com o Pai,
que também é Espírito Santo.

O meu ego atormentado
quase manchou o sagrado
com pensamentos desnecessários.

Afasta de mim todos esses pensamentos,
que outrora me angustiaram,
afasta de mim toda a treva,
afasta de mim todo o mal,
e me eleva, e me eleva...

Se, porventura, eu atraí alguma sombra,
mande-a para longe daqui,
e proteja-me pelo infinito.

Sob teu manto, eu quero estar,
acobertada por tua paz.
Sob teu manto, eu dormirei,
 e escreverei poemas ao nosso Rei.

Sob teu manto, o mal não vem,
sob teu manto, minha alma sorri.
Derrama tuas graças sobre meu corpo
enquanto eu viver.

Que cada ar que eu respire
seja um fruto abençoado
pelos teus raios sagrados.
Oh! Mãe, oh! Virgem Imaculada,
livre-me do mal.

Sancta Maria,
dulcedo innefabilis
ora pro nobis
Amen

Tatyana Casarino

Tradução da última estrofe do poema que contém versos em latim:

Santa Maria,
de doçura inefável,
rogai por nós.
Amém

Sobre o significado da palavra Inefável:






"Inefável, que significa o que não pode ser expresso verbalmente, é um termo utilizado para identificar algo de origem divina ou Transcendente e com atributos de beleza e perfeição tão superiores aos níveis terrenos que não pode ser expresso em palavras humanas.
Que não se pode exprimir por palavras, indescritível ou encantador.
Na Bíblia este termo aparece vindo da palavra grega anekdiegetos e também pode ser traduzida como inexprimível e indescritível."

Confira a cantora lírica Mirusia Louwerse cantando Ave Maria ao som da orquestra de Andre Rieu:
https://www.youtube.com/watch?v=TkY9HtwXNU8

2 comentários:

  1. Uma verdadeira oração esse poema! Curiosidade: tu sabe latim? Há! Estou colocando o link de alguns poemas seus no twitter, espero que não se importe. :)

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz por saber que gostou do poema! Eu não sei latim muito bem, mas conheço muitas expressões e palavras nesse idioma, principalmente no campo religioso e jurídico! Pode divulgar meus poemas no twitter, gostei da ideia! Beijos

    ResponderExcluir