O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Licença Poética


A literatura admite que certas poesias e músicas possuam até mesmo erros gramaticais. É claro que, em uma redação, em um texto formal e em livros, erros de português não são aceitos, porém, quando se trata de poesia, vale tudo (ou quase tudo). Isso é o que nós, poetas, chamamos de "licença poética". Os poetas têm a liberdade de cometer deslizes no âmbito gramatical em prol de um contexto poético, uma musicalidade e até mesmo para inserir humor.


Veja o que o que o site wikipédia diz sobre licença poética:


Licença poética é uma incorreção de linguagem permitida na poesia. Em sentido mais amplo, são opiniões, afirmações, teorias e situações que não seriam aceitáveis fora do campo da literatura.
A
poesia pode fazer uso da chamada licença poética, que é a permissão para extrapolar o uso da norma culta da língua, tomando a liberdade necessária para utilizar recursos como o uso de palavras de baixo-calão, desvios da norma ortográfica que se aproximam mais da linguagem falada ou a utilização de figuras de estilo como a hipérbole ou outras que assumem o carácter "fingidor" da poesia, de acordo com a conhecida fórmula de Fernando Pessoa ("O poeta é um fingidor").

Nenhum comentário:

Postar um comentário