O caderno digital de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará textos e poesias repletos de profundidade com delicadeza.









Contador Grátis





quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

A História dos Reis Magos e a Simpatia dos Reis Magos

 Olá, pessoal! 


Confiram a postagem especial de hoje! Boa leitura!


    



*A História dos Reis Magos. 

   Hoje é dia dos Reis Magos: Baltasar, Gaspar e Melchior. Os Reis Magos eram homens sábios que estudavam as estrelas. Através dos seus estudos, descobriram a vinda do Messias Jesus Cristo e foram os primeiros seres humanos que reconheceram a divindade do Menino Jesus. Eles eram inteligentes, cultos, sábios e místicos. 

   Na tradição popular, afirma-se que eles foram guiados pelo forte brilho da estrela de Belém e descobriram o local do nascimento de Jesus. Eles estudavam as estrelas e sabiam interpretar grandes acontecimentos através dos movimentos dos astros no céu. 

  Sendo assim, eles são chamados de "magos" por causa da sabedoria mística que carregavam além de serem considerados astrólogos por muitos historiadores. Curiosamente, 06 de Janeiro também é o dia dos Astrólogos. 

    Quando os Reis Magos encontraram o Menino Jesus no santo presépio ao lado de Nossa Senhora e São José, eles ficaram ajoelhados para adorar o Menino que seria o Messias da humanidade. Ao considerarem todo o esplendor de Jesus, os Reis Magos presentearam o santo filho de Deus com ouro, incenso e mirra. 

    Logo, a tradição de trocar presentes no dia do Natal é uma reprodução da atitude dos Reis Magos diante do Menino Jesus. Melchior ofereceu ouro para representar a nobreza de Jesus, Gaspar deu incenso para simbolizar a divindade de Jesus e Baltasar presenteou o Menino Jesus com mirra para representar a humanidade de Deus e o sacrifício que Jesus enfrentaria para salvar a humanidade. 

   Na antiguidade, o ouro era um presente para um rei (nobreza de Jesus), o incenso era um presente para sacerdotes (divindade e espiritualidade de Jesus) e a mirra costumava ser ofertada para grandes profetas (Jesus estava cumprindo a profecia das escrituras). 


       


   Curiosamente, a mirra era usada para embalsamar corpos e representava, simbolicamente, a imortalidade. A mirra também representava o sofrimento da crucificação de Jesus e a sua ressurreição profética. O encontro dos Reis Magos com o Menino Jesus também cumpre a seguinte profecia: "Os reis de toda a terra hão de adorá-Lo (Salmos 72:11)". 

     Salienta-se que há divergências históricas quanto às denominações "Reis" e "Magos". O conceito "Mago", apresentado no evangelho de Mateus, não tem vínculos com qualquer exercício de "magia", mas denomina aquele que carrega grande conhecimento das ciências ocultas como, por exemplo, a Astrologia. 

    Aqueles que eram considerados "escribas" para os Judeus tinham outros "títulos" em outras regiões: eram "filósofos" para os gregos, "sábios" para os latinos e "Magos" dentro da comunidade Persa.

    Também não há menção de que eles fossem propriamente Reis no evangelho. Contudo, a tradição popular definiu a realeza dos sábios astrólogos que vieram adorar o Menino Jesus, porque eles trouxeram presentes caros: o ouro, o incenso e a mirra. Além disso, o ouro era sinal de realeza na antiguidade. 

    A estrela de Belém também é compreendida de forma diferente por historiadores, astrônomos e astrólogos, já que muitos estudiosos afirmam que o brilho celestial que guiou os Reis Magos até Jesus foi outro evento astronômico e não uma estrela propriamente dita.

     Alguns dizem que era o brilho de um cometa. Mas, para muitos estudiosos, tratava-se do forte brilho emanado pela conjunção de dois grandes planetas do sistema solar: Júpiter e Saturno. Essa grande conjunção ocorre raramente, pois surge no intervalo entre vários séculos.

    Recentemente, tivemos essa conjunção no dia 21 de Dezembro de 2020. Muitos místicos consideraram a recente conjunção de Júpiter e Saturno como um evento que simbolizou o surgimento da Era de Aquário e a transformação de muitas consciências em direção aos ensinamentos de pureza e amor da espiritualidade e de Jesus. 

      Após um ano difícil como 2020, a grande conjunção de Dezembro (e a proximidade com o Natal não foi mera coincidência) simbolizou uma possibilidade de expandir (Júpiter) a luz dentro de nós e aplicar as leis (Saturno) espirituais na prática. 


         


       Quem já está no caminho da luz pode ter sentido uma forte energia Crística, visto que é como se Jesus nascesse de novo em nossas consciências e almas. Essa conjunção é uma grande possibilidade de transmutação, pois podemos e devemos renascer das cinzas após 2020. Todos os desafios que a humanidade está atravessando podem ser molas propulsoras de crescimento moral e espiritual através de provas e expiações. 

     Por fim, há historiadores que dizem que havia mais de três Reis Magos adorando o Menino Jesus após o seu nascimento. Alguns estudiosos afirmam que havia doze magos adorando Jesus. O número doze é muito significativo e místico, pois há doze signos no zodíaco, doze meses em um ano e Jesus teve doze discípulos em sua vida. 

    Entretanto, não entraremos no mérito das discussões históricas e ficaremos com a tradição popular dos Três Reis Magos mais importantes e que têm os nomes que marcaram a História e a Religião: Baltasar, Gaspar e Melchior. Sendo assim, passarei uma simpatia envolvendo os nomes deles.


        



*A simpatia dos Reis Magos.


      



 No dia 06 de Janeiro, podemos escrever os nomes dos três Reis Magos (Baltasar, Gaspar e Melchior) em pedaços de papel. Arranje três pequenos pedaços de papel e escreva o nome de cada Rei Mago em cada papel. É importante que você escreva cada nome em um pedacinho de papel diferente. Depois, você dobra os papéis com os nomes dos Reis Magos e coloca dentro da sua carteira para proteger os seus bens contra assaltos e roubos. 

  Como os Reis Magos trouxeram presentes valiosos para Jesus e eram prósperos como a realeza, você pode colocar os nomes deles em sua carteira para atrair prosperidade e evitar roubos. 

  Além de prósperos, eles eram humildes, sábios e amorosos. Eles souberam identificar a divindade de Jesus e adorá-Lo com fé e amor. Sendo assim, você também pode escrever os nomes dos Reis Magos acima da porta de entrada da sua casa para que o seu lar tenha mais sabedoria, fé e amor como os corações dos Reis Magos. 

       Os nomes dos Reis Magos também atraem a energia de Cristo, a alegria do nascimento de Cristo e proteção espiritual benéfica para o seu lar. Como os Reis Magos visitaram a família de Jesus pela primeira vez e encontraram Jesus, Nossa Senhora e São José em harmonia, escrever os nomes deles acima da porta de entrada da sua casa é uma boa simpatia para atrair luz e harmonia para o seu lar e para a sua família.  



       



  *Para chamar pela prosperidade e ter paz na casa: 

  Pegue um lápis e escreva, no batente superior da porta de entrada da casa, os nomes dos Reis Magos "Gaspar, Baltasar e Melchior", um ao lado do outro. Em seguida, pense na prosperidade entrando na sua casa, faça seus pedidos e termine mentalizando: "Assim como trouxeram tanta luz para nosso Mestre Jesus, que tragam boas energias para casa, protegendo todos os meus familiares. Amém".



            


  *Observação: Você pode escrever a lápis os nomes dos Reis Magos na parede da sua casa mesmo (pedaço da parede que fica acima da porta de entrada) ou pode grudar três pedaços de papéis dobrados com os nomes dos Reis Magos registrados neles acima da porta de entrada da sua casa. 


Texto escrito por Tatyana Casarino, advogada, especialista em Direito Constitucional, escritora, poetisa e aprendiz de Astrologia. 


*Exemplo de como fazer a simpatia:


1) Escreva os nomes dos Reis Magos em uma pedaço de papel: Baltasar, Gaspar e Melchior: 





2) Em seguida, recorte o papel para separar os nomes:










3) Dobre os três pequenos pedaços de papel (cada um tem o nome de um Rei Mago) e coloque na sua carteira. 


*Observação: Você também pode fazer a simpatia novamente e grudar os pedaços de papel acima da porta de entrada da sua casa.


*Se você gostou do texto, leia a poesia "Estrela de Belém":


https://tatycasarino.blogspot.com/2019/12/a-estrela-de-belem.html


*Confira o vídeo "A Estrela de Belém & Comentários Místicos":





*Confira o Podcast "Assuntos da Alma" com a poesia "Estrela de Belém" recitada e diversos comentários místicos e astrológicos:


https://open.spotify.com/episode/14i2ePdOf0jgmupSbTAFtE?si=UVA1SqFCSUKDeuntIL69ew

   

sábado, 12 de dezembro de 2020

Mensageiro de fogo





Um maestro pula na mente,

acendendo ideias de fogo.

Ideias brilham efervescentes

e aspiram o que a alma sente.


O coração sente, a boca fala,

as palavras brotam da coragem.

Como um leão rugindo a verdade,

como um carteiro de boas mensagens.


A boca fala o que pulsa na alma,

o que mora no nosso coração.

É a minha verdade do espírito,

a sabedoria da velha convicção.


Sabedoria que vem do fogo,

comunicadora das ferozes feras.

O Leão é a sua voz mais bela,

voz potente, valente e sincera.


Mercúrio mergulha no fogo das estrelas,

dança no calor do sol e na sua beleza.

Mercúrio em Leão é o microfone da realeza,

transmissor da verdade mais intensa.


Os reis e os mestres pensam e sentem,

os reis e os mestres pensam e falam.

A verdade do fogo é pura e nata

como um leão dominando a mata.


Mercúrio em Leão é o mensageiro

que mistura pensamento e sentimento.

Eis a pura poesia das estrelas,

um rugido de fascínio e beleza. 


Poesia escrita por Tatyana Casarino. 



         



  Essa é mais uma poesia mística que revela um posicionamento astrológico existente dentro do Mapa Astral da autora: Mercúrio em Leão. Quando Mercúrio, o planeta da comunicação, está em Leão, temos a comunicação repleta de carisma, a paixão pela criatividade e o dom de falar a verdade que mora em nosso coração. 

   Quantas pessoas têm realmente a coragem para revelar a convicção da sua alma e da sua intuição? Quantas pessoas têm a coragem de revelar os seus pensamentos mais ousados, os seus sentimentos mais diferentes, a sua criatividade, a sua poesia e a sua sensibilidade? 

     Raras são as pessoas que se comunicam com paixão, coragem, autoconfiança e convicção. Raras são as pessoas que unem intelecto e intuição. Mais raras ainda são as pessoas dispostas a revelar o seu lado criativo mais excêntrico sem medo dos olhares estranhos e da incompreensão alheia. A maioria das pessoas não sabe falar nem escrever sem fonte bibliográfica. 

    E se a sua referência fosse o seu próprio coração? O coração tem uma sabedoria infinita que poucos conhecem. Nos meios acadêmicos, não vemos mais sábios e intelectuais autênticos. O sistema educacional está formando "papagaios" técnicos e frios. Mas, a vida não tem graça se o conhecimento não tiver "calor".

      Os grandes sábios e filósofos de antigamente buscavam o conhecimento na investigação psíquica das almas e no questionamento místico constante e não nas teorias dos outros. A sabedoria antiga tinha um "fogo". E esse "fogo" ficou esquecido pelos dias atuais. 

   Muitas pessoas apenas repetem o conhecimento que está na moda, a posição política aplaudida no meio acadêmico e as ideias que são aceitas pela maioria. Essas pessoas acabam virando "papagaios" de repetição e, presas no círculo vicioso da covardia e da vontade de ser igual à multidão, perdem as suas próprias almas e ficam desconectadas da própria essência. O medo e a vergonha são os maiores inimigos do brilho espiritual e da criatividade. 

    Com medo da rejeição social, as pessoas abrem mão da própria autenticidade. Mas, sem autenticidade, haverá vazio emocional, perda de carisma e rejeição. Por incrível que pareça, as pessoas mais admiradas e felizes são as autênticas. As pessoas autênticas, muito embora sejam perseguidas e até rejeitadas inicialmente por suas ideias diferentes, descobrem que vale a pena seguir o seu coração quando superam as provações e ganham mais felicidade e admiração com a doçura corajosa da ousadia criativa. 


    


    Entretanto, a maioria das pessoas ainda vive com medo da própria criatividade e autenticidade. As pessoas, geralmente, não são corajosas para mostrar a luz que mora no interior da sua alma única. Por isso, vivemos em uma sociedade desalmada, sem brilho e sem graça. O que dá graça e brilho para todas as coisas é a substância da alma impressa em nossa autenticidade e em nossa comunicação. A vida só tem graça quando podemos expressar livremente a nossa identidade e a nossa criatividade.

   E, por falar em expressão da identidade e da criatividade, Mercúrio em Leão é o grande posicionamento astrológico da autoconfiança na hora de falar em público ou expressar as convicções mais passionais da sua identidade. 

    Vivemos em um mundo sem graça que quer calar as grandes convicções com o pretexto barato de que tudo é "relativo". Perdemos os grandes discursos, a beleza dos ideais, o calor da fé e a nobreza das convicções elevadas no constrangimento social que mede tudo pelo politicamente correto e que quer agradar a todos falsamente. Infelizmente, o politicamente correto não trouxe mais tolerância, mas alimentou ainda mais o ódio na pretensão de ceifar as vozes das convicções diferentes. 

     O medo da discórdia somente trouxe mais discórdia e violência ao mundo. Não existem mais discórdias civilizadas entre convicções opostas. Somente uma discórdia civilizada em plena luz do dia pode trazer a verdadeira diplomacia e a verdadeira harmonia social e política em uma democracia. Heráclito dizia: "A oposição traz concórdia. Da discórdia advém a mais perfeita harmonia." Gandhi, mesmo defendendo a paz, dizia: "Discórdia honesta é frequentemente um bom sinal de progresso". 


          


   Quantas vezes calamos as nossas convicções com medo do conflito? Inúmeras vezes. Entretanto, isso não traz paz. Calar a nossa voz é o motivo da guerra interior e de todas as doenças psicológicas que crescem em nossos dias: depressão, ansiedade e fobias. Não podemos ter medo do conflito, pois "do atrito entre duas pedras chispam faíscas; das faíscas vem o fogo; do fogo brota a luz", como dizia o escritor francês Victor Hugo. 

   A expressão criativa é uma terapia quando permite a revelação da nossa voz. Somente estamos bem quando expressamos a nossa voz. O silêncio também não é humildade como muitos pensam. Quando acendemos uma luz dentro de nós, devemos mostrá-la ao mundo. Se Deus colocou o dom da criatividade em nós, devemos expressar as nossas convicções por meio dela. A criatividade é o caminho que mais aproxima o ser humano da iluminação e do Criador. A criatividade não está somente servindo a Arte, mas também a grande Sabedoria da alma. 

   Se sentimos a luz do bom conhecimento em nós, por que não confiarmos na sabedoria das convicções mais profundas de nosso coração? Devemos mostrar a luz sábia que surgiu em nosso coração através de palavras e, assim, revelar o nosso conhecimento a todos. Não podemos subestimar a nossa sabedoria. Deus pode usar os seus filhos mais humildes para comunicar as Suas grandes revelações. 

   Jesus dizia: "Ninguém acende uma lâmpada para colocá-la debaixo de uma vasilha, e sim para colocá-la no candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão em casa. Assim também: que a luz de vocês brilhem diante dos homens, para que eles vejam as boas obras que vocês fazem, e louvem o Pai de vocês que está no céu." 


      


    Muitas vezes, o trabalhador da luz se sente cansado. Mas não podemos deixar de lado a missão de mensageiro. Com Mercúrio em Leão, temos o orgulho positivo (o orgulho positivo do entusiasmo e da autoconfiança diante das nossas próprias ideias e não a soberba negativa) que move as energias da nossa comunicação. Em um signo de fogo, Mercúrio é a energia do mensageiro entusiasmado e apaixonado. 

     Que tenhamos mais discursos empolgantes e mais luzes sábias reveladas através das palavras! A vida é curta demais para deixarmos de expressar a convicção iluminada que carregamos no nosso coração. Seja você mesmo, expresse a sua convicção, fale com o seu coração, encante os ouvintes, comunique a voz da sua alma, pronuncie os melhores conselhos, use as palavras com entusiasmo, professe a sua verdade (com equilíbrio entre autoconfiança e humildade) e seja feliz. 

    Não tenha medo de falar com o coração, pois essa é a melhor emoção que existe. Que as nossas palavras acendam o fogo do entusiasmo em nossos corações. E que os nossos corações transmitam calor para as nossas ideias. A união entre intelecto e intuição gera a sabedoria e influencia a criatividade da alma. 

     Os intelectuais falam tudo aquilo que leem. Os sábios místicos falam o que sentem. "A boca fala do que está cheio o coração" (Lucas 6:45). Seus lábios realmente pronunciam a melhor parte do seu coração e revelam a sua convicção mais intuitiva e verdadeira? Se Deus criou o mundo usando o verbo, por que não usar o verbo para melhorar o mundo? Que as suas palavras sejam sábias e amorosas como uma tocha de luz guiando a humanidade. Que as suas palavras revelem o fogo do espírito criativo que vive dentro de você. 


Tatyana Casarino.


Fonte Bibliográfica: Minha intuição e meu coração. 


*Você pode conferir todas as poesias astrológicas de Taty Casarino no seguinte Link:

http://tatycasarino.blogspot.com/search/label/Poesias%20Astrol%C3%B3gicas


*Se você gostou da poesia e do texto, inscreva-se no canal do YouTube de Taty Casarino e assista ao seguinte vídeo:


*Confie na verdade do seu coração.





quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

Retrospectiva Cultural 2020

   

             




  Olá, pessoal! Hoje eu vou divulgar a minha Retrospectiva Cultural de 2020! Na presente postagem, vou divulgar as seguintes análises culturais: o livro do ano, a música do ano, o filme do ano, o palestrante do ano, a postagem do ano de Taty Casarino, a melhor poesia do ano de Taty Casarino e o melhor texto do colunista Mateus Bülow. 

*Observação: A análise tem caráter pessoal. Além do mais, nem sempre o livro, o filme e a música citados serão necessariamente obras lançadas no presente ano. É possível que eu cite um filme ou uma música do passado, mas que marcaram o ano atual pela presença intensa dessas obras em minha vida. Nessa análise cultural, classifico como melhor o que mais foi marcante para mim. 


1) O livro do ano: 


   


*O Poder Oculto.

*Autor: Padre Reginaldo Manzotti. 


  Esse foi o livro do ano, porque marcou profundamente o meu ano de 2020. Estamos passando por tempos difíceis, mas esse livro acende a chama da esperança e da força interior dentro de nós. A escrita do padre Reginaldo é maravilhosa, clara, lúcida e muito equilibrada, pois transmite conhecimentos profundos em uma linguagem elegante e fácil ao mesmo tempo. 

    Através desse livro, aprendi que todos nós podemos encontrar uma fonte de vida dada por Deus e que tal fonte mora no nosso interior. Esse livro ensina o leitor a buscar a sabedoria, a felicidade e a realização em sua vida. Mesmo se você estiver se sentindo desanimado, você descobrirá o poder oculto da vitória dentro da sua alma ao ler esse livro.

    Ao ler essa obra, você descobrirá que existe uma espécie de "DNA" espiritual de Deus dentro de você. Sendo assim, a força interior da superação sempre estará dentro do ser humano, pois somos filhos do Deus da vitória. 

   O livro professa a arte da perseverança e traz ensinamentos profundos, tendo em vista que conduz o leitor por uma ponte que leva a sua alma até a vida nova em Jesus. Após a leitura do livro, você fica com a sensação de que é uma pessoa nova (se você realmente ler esse livro com a atenção e a profundidade que ele merece) além de sentir que a sua memória recuperou o poder do DNA divino. 

    Como esse é um livro religioso e católico, é claro que a leitura inspira a nossa salvação no sentido espiritual. Entretanto, muito além do caráter religioso, o livro também inspira a nossa motivação para as realizações dos nossos bons sonhos e objetivos na vida cotidiana. O equilíbrio entre o espiritual e o cotidiano é o grande ponto positivo do livro, o qual impulsiona o leitor a concretizar as suas metas com disciplina e a conquistar uma vida mais plena e mais feliz. 

    A sabedoria do livro ensina o leitor a curar as suas feridas emocionais e a superar as provações com um olhar mais amplo, maduro e espiritual para os desafios da vida. O livro é terapêutico, motivacional, filosófico, assertivo e religioso ao mesmo tempo (o livro perfeito para mim). 

   Alguns aprendizados maravilhosos do livro são: a compreensão da nossa existência, a fonte interior da nossa motivação, o autoconhecimento, a descoberta dos nossos potenciais, a importância de uma conduta assertiva, a capacidade de amar, o poder da persistência, o poder da transformação, os dons da vida, os dons da fé e o poder de Jesus em nós. 

    Por fim, é preciso ressaltar que, no final de cada capítulo, existem exercícios para o leitor responder (uma excelente forma de interagir com o livro e assimilar o conteúdo do capítulo), um salmo para o leitor rezar e uma oração para o leitor meditar. 

     O livro é tão completo que, ao escrever essa resenha, senti vontade de ler novamente a obra (risos). Confesso que esse livro me ajudou a concretizar as minhas metas de 2020 com mais disciplina (usei o conhecimento do livro para desenvolver projetos criativos em 2020). Vou ler esse livro novamente em 2021! 


2) A música do ano:


     



*Cursum Perficio.

*Artista: Enya. 


                           


Link para ouvir a música no YouTube:



  Essa não é uma música atual, mas marcou o meu ano de 2020. Tendo em vista que foi uma das músicas que eu mais escutei esse ano em meu perfil no Spotify (aplicativo de músicas e podcasts), devo dizer que essa é a música do ano para mim. 

   Cursum Perficio é uma música mística, introspectiva, transcendente e que traz paz ao ouvinte. O mistério da música invoca a esperança para finalizar uma jornada. Sendo assim, a música tem tudo a ver com a temperança necessária para superar 2020. Desejo que, após as nuvens angustiantes de 2020, possamos ver a luz. A letra dessa música fala sobre a luz que mora atrás das nuvens. 

Veja a letra dessa música:


https://www.letras.mus.br/enya/102761/traducao.html



3) O filme do ano:


     



A Dama & o Vagabundo (Disney) -- Versão Live-action.




Link para ver o Trailer:


https://www.youtube.com/watch?v=odFM3ecQaPE


   Assisti ao filme "A Dama & o Vagabundo" da Disney na versão live action esse ano e amei. Para mim, esse foi o filme do ano. O live action do clássico de 1955 foi espetacular, pois mostra um novo olhar sobre a cultura americana da época e consegue ser fiel ao filme clássico sem perder o "sabor" da originalidade. 

   A versão original marcou a minha infância, já que eu assistia ao desenho animado na década de 90. Mas, a versão live action conquistou o meu coração adulto e fez os meus olhos maduros perceberem novas mensagens.

   Gostei muito da presença de Kiersey Clemons e Thomas Mann no elenco. O elenco trouxe mais naturalidade e realismo para as cenas do filme. Realmente, a atmosfera é muito acolhedora e emocionante. Os atores trabalharam muito bem e passaram uma mensagem muito bonita sobre amor fraterno e respeito aos animais. Os figurinos são perfeitos, a trilha sonora é incrível e as paisagens conquistam o nosso olhar e o nosso coração. 

     O filme traz também uma importante mensagem sobre a importância do equilíbrio entre amor e liberdade. Por trás do excesso de liberdade de Vagabundo, o cachorrinho de rua sofria com a carência, o abandono e a falta de amor dos humanos. Lady, por sua vez, é uma cachorrinha que tem muito amor em seu lar, mas nunca experimentou os ventos da liberdade e da aventura. 

    Quando os humanos do lar de Lady resolvem ter um bebê, Lady sente a dor da rejeição pela primeira vez, perde o conforto do seu lar pela negligência de uma cuidadora da família e acaba caindo em armadilhas no mundo das ruas. Por sorte, a delicada Lady encontra o Vagabundo, o esperto cachorrinho de rua que é a sua salvação na hora do perigo. 

    Ao lado de Vagabundo, Lady descobrirá os verdadeiros significados do amor, da liberdade e da coragem. Lady conhece a liberdade, Vagabundo conhece o amor verdadeiro pela primeira vez e ambos reconquistam o amor dos humanos pelo sentimento mais heroico que um cachorro apresenta: a lealdade. 


4) O palestrante do ano:


    



*Eckhart Tolle.


*Perfil de Eckhart Tolle no Instagram:

https://www.instagram.com/eckharttolle/?hl=pt


 Eckahart Tolle é o comunicador que marcou o meu ano de 2020. Em um ano cheio de desafios, o ensinamento de Tolle ajuda a driblar o estresse e traz paz para a alma. Autor de livros de sucesso como "O Poder do Agora" e "Praticando o Poder do Agora", Tolle também oferece cursos que ajudam as pessoas no exercício de superar os maus pensamentos, limpar a mente e obter concentração no momento presente. 

  Nesse ano, fiz um curso introdutório gratuito sobre o "Poder da Presença" ministrado por Tolle. Nesse curso, aprendemos sobre o poder de estar plenamente presente nas situações e de sentir os momentos de forma mais corporal sem a interrupção dos nossos pensamentos. 

  O curso traz exercícios que demonstram o quanto a maioria dos nossos pensamentos ruins mente para nós. Ao percebermos a ilusão de boa parte dos nossos pensamentos, atingimos a libertação e a iluminação para uma vida mais plena e presente. 

  Quando escrevemos os nossos pensamentos ruins em um papel, vemos o quanto eles são bobos e tiramos o poder do tormento deles. Além do mais, vivemos melhor quando apreciamos as situações de corpo e alma sem pensamentos desnecessários atrapalhando a alegria de viver. Sem ansiedade em relação ao futuro e sem mágoas do passado, encontramos a verdadeira luz do momento presente. 


*Obs: O curso citado foi traduzido por Younity Brazil.


*Confira palestras motivacionais maravilhosas no perfil de Younity no Instagram: 

https://www.instagram.com/younitybrazil/


5) A postagem do ano de Taty Casarino:


    



*Castidade e Felicidade.


  Nesse texto, eu divulgo o meu conhecimento sobre a importância de se resguardar para ganhar mais sabedoria e felicidade espiritual. Os dados dos números de leitores nas configurações do blogue me surpreenderam, pois eu jamais imaginei que os valores espirituais desse texto seriam tão apreciados nos tempos modernos que vivemos. 

   Atualmente, esse texto foi lido por mais de 900 leitores segundo as estatísticas do meu blogue. Ainda não entendi o sucesso desse texto, mas minha intuição aponta que as pessoas têm "sede" de valores espirituais e sabedoria. Agradeço aos leitores pela atenção!


Link para você clicar e ler o texto: 


https://tatycasarino.blogspot.com/2020/09/castidade-e-felicidade.html


6) A melhor poesia do ano de Taty Casarino:


   



*Afrodite das águas.


Afrodite das águas é a minha poesia mais romântica e elegante do ano além de transmitir sensações transcendentes que levam o leitor para um mundo de magia, amor, doçura e fantasia. Essa poesia mística e romântica foi inspirada na astrologia e no seguinte posicionamento do meu mapa astral: Vênus em Câncer. 


Confira essa poesia mágica ao clicar no seguinte link:


https://tatycasarino.blogspot.com/2020/06/afrodite-das-aguas.html


7) O melhor texto do colunista Mateus Bülow:





10 Mitos da Era Medieval.


  O escritor Mateus Bülow tem uma coluna no blogue com variados temas: história, análises de filmes, resenhas de livros e cultura. A sua participação foi imensamente especial esse ano, pois ele escreveu textos maravilhosos e evoluiu como colunista. Seus textos estão cada vez mais criativos. Ele entende muito da história mundial e presenteou o blogue com um belíssimo texto sobre a misteriosa Idade Média. Esse período histórico ainda causa fascínio em 2020. 

   Como a Idade Média sempre foi o meu período favorito na hora de estudar as aulas de história, considero os "10 Mitos da Era Medieval" o melhor texto do colunista em 2020. Esse texto está muito bem elaborado, divertido, profundo, realista e derruba mitos desse período histórico de forma leve e até mesmo didática. Foi o texto histórico com a experiência de leitura mais agradável do ano. Penso que Mateus Bülow também poderia ser professor de História. 


Confira esse texto agradável e que propicia mais conhecimento e cultura ao leitor ao clicar no seguinte link:


https://tatycasarino.blogspot.com/2020/02/10-mitos-da-era-medieval.html


Retrospectiva Cultural 2020 de Tatyana Casarino, autora do blogue "Recanto da Escritora".


Tatyana Casarino. Advogada, Especialista em Direito Constitucional, escritora e poetisa. 

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Retrospectiva Spotify 2020 de Tatyana Casarino

 Olá, pessoal! Hoje eu vou divulgar os meus dados na Retrospectiva 2020 do Spotify (aplicativo de músicas e podcasts). Vocês podem seguir o meu perfil no Spotify e acompanhar as Playlists das minhas músicas favoritas além de ouvir os meus podcasts (áudios em plataformas digitais). 

*Meu perfil no Spotify é: tatycasarino-br 

*Link: 

https://open.spotify.com/user/tatycasarino-br?si=HMF_RIjpSA2_8MUyJfTmzQ



*Eu descobri 333 artistas esse ano.


*Cursum Perficio foi a música que eu mais escutei da minha artista predileta (a Enya) esse ano. 


*Meus artistas mais ouvidos: Enya, 2002, Hans Zimmer, Castlevania Sound Team e Edom Oliveira. 


*Os podcasts que mais escutei esse ano foram: Literatura em Ação, Assuntos da Alma, Christo Nihil Praeponere, Direito em Harmonia e Conexão Essência. 

*Observação: 03 Podcasts da lista são de minha autoria, ou seja, foram criados por mim. Eu escuto os meus próprios podcasts para conferir a qualidade do conteúdo e planejar as minhas próximas publicações. 

*Literatura em Ação (Podcast de minha autoria, mas com a colaboração do escritor Mateus Bülow):


*Assuntos da Alma (Podcast de minha autoria sobre assuntos místicos):


*Christo Nihil Praeponere (A nada dar mais valor do que a Cristo - Podcast do Padre Paulo Ricardo): 

https://open.spotify.com/show/4EcrNNMbSKc2P40TqqIRUM?si=oZuD0OLNT1GWcEfn8EG4dA

*Direito em Harmonia (Podcast de minha autoria sobre assuntos jurídicos):


*Conexão Essência (Podcast da minha amiga Fernanda Rocha):





*Os gêneros de podcast que eu mais ouvi foram: 
Educação, Religião, Espiritualidade e Artes. 

*Obs: Para quem não sabe, o Spotify abrange podcasts (áudios sobre variados temas) além de músicas. Dá para ouvir os podcasts de várias pessoas além de postar os seus próprios podcasts sobre os assuntos que você mais gosta. 

*Para quem gostaria de realizar o sonho de ter o seu próprio podcast, eu sugiro o site Anchor. Digite "Anchor" no Google e descubra o modo mais fácil de publicar podcasts nas plataformas digitais, incluindo o Spotify. 

*Eu tenho 03 Podcasts de minha autoria no Spotify com os assuntos que eu mais gosto: Literatura em Ação (podcast sobre literatura), Assuntos da Alma (podcast sobre autoconhecimento e misticismo) e Direito em Harmonia (podcast sobre o universo do Direito). 












*Meus gêneros musicais mais escutados foram: Dance Pop, MPB, Rock, New Wave Pop e New Age. 





*Eu escutei muitas músicas instrumentais esse ano, porque escrevi e estudei muito com música. 

*Castlevania Sound Team (músicas boas para escrever poesias e contos de mistério):





*Hans Zimmer (maravilhoso compositor alemão conhecido por seus trabalhos em trilhas sonoras de filmes):



*Enya (cantora, compositora e musicista irlandesa que ficou famosa pelas suas músicas místicas no estilo New Age):





*2002 - Grupo Musical de New Age nascido nos Estados Unidos e formado por Pamela e Randy Copus. 

 *Escutei músicas desse grupo musical enquanto estudava os conteúdos do Curso Online "Fundamentos das Relações Internacionais" da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Conquistei o certificado desse curso esse ano. 

*Confiram a música "Dream of Life" desse grupo musical:










*Escutei muitas músicas da década de 90. A música dos anos 90 que mais escutei foi Celestial Song de Carol Tornquist. 







*Ouvi muitos minutos de Podcasts. Sou uma ouvinte fiel. Os meus Podcasts prediletos já foram citados na postagem. 2020 foi o ano dos Podcasts com certeza!


*Enya foi a artista que eu mais escutei no Spotify. 








*Músicas favoritas:

*Dilema de Malthus (Trilha Sonora de Hilda Furacão);

*Cursum Perficio (Enya);

*Supermarine (Hanz Zimmer);

*Conflitos entre Malthus e Hilda (Trilha Sonora de Hilda Furacão);

*Celestial Song (Carol Tornquist). 


*A música que eu mais escutei esse ano foi a seguinte:
*Dilema de Malthus (música instrumental de Edom Oliveira / Trilha Sonora de Hilda Furacão):

*Escutei essa música enquanto escrevia projetos criativos. 
Aguardem as novidades! ;)

*Música no YouTube:



Tatyana Casarino.
Advogada, Especialista em Direito Constitucional, escritora e poetisa.