O Cantinho de Tatyana Casarino. Aqui você encontrará Textos diversos e Poesias simples com a medida do coração.









Contador Grátis





domingo, 12 de agosto de 2018

Bendita flor lilás da serenidade




Desse jeito, não poderei nutrir
a minha lua em sagitário.
Um aventureiro na asa delta
é o mais livre nesse cenário.

Não basta ter posses para sorrir
nem casa bonita para brilhar teus olhos.
Até numa mansão é possível ser infeliz
quando a solidão preenche os seus sonhos.

É preciso ser livre na morada da alma,
ter bons amigos para partilhar sorrisos,
ter segurança para sair pelas ruas,
sem hora para voltar e sem bandidos. 

E nem adianta ter baús de tesouros,
eis que a liberdade não se compra nem com ouro.
Ah! Se as pessoas soubessem como é bom ser livre,
ninguém mais cantaria sequer um verso triste.

Moro numa cidade onde está todo mundo,
mas onde se encontra simplesmente ninguém.
Danço na chuva em plena madrugada,
ouço latidos, lágrimas e gargalhadas.

Caía a noite feito uma estrela cadente,
e eu estava sozinha como uma flor no deserto.
Até ouvir os trovões de nossos anseios,
minha saudade derretia por dentro.

Dói em mim aquela velha solidão,
assim como os espinhos espetam as flores.
Mas, como os espinhos já fazem perto de mim,
não há motivos para falar em dores.

Nem toda a água do mar pode lavar
todas as tristezas da sua alma.
Nem todas as estrelas no céu levam embora
toda a saudade de sua alma.

O luto é como uma caixa preta
e você retira tantos coelhos da cartola.
É possível um dia o luto ser mero espinho
de uma flor lilás bela e formosa. 

É quando você percebe que não há compreensão
para as coisas tão peculiares de teu coração,
que você se cura da neurótica necessidade
de ter consoladas pelos outros as tuas vontades. 

Hoje eu estou bem por dentro do peito,
porque encontrei a paz em meu ser.
Sou mais serena com os meus sentimentos
e mais lúcida quanto ao meu dever. 

Hoje o meu sorriso é feito da luz
que habita a morada de minh'alma.
Bendita seja a serenidade que reluz
no espírito como a estrela d'alva. 

Poesia escrita por Tatyana Casarino

**Confiram a música que eu estava ouvindo ao digitar esta postagem poética:


*Advertising Space -- Robbie Williams 

               
                       https://www.youtube.com/watch?v=AHU-8yb11CQ


Redenção e Felicidade




Eu nunca atravessei a porta
para abandonar a angústia do lado de fora.
Mas agora creio na nossa redenção
quando vejo os louvores de toda a gratidão.

Não poderíamos mais suportar
aquele velho lema rebelde de antes:
"o mundo é mal e não vai mudar,
nós perdemos o brilho dos amantes."

Agora ajoelho diante da cruz
e sinto dentro do peito toda a luz.
O pão de Cristo me alimentou e purificou,
e eu aceitei todas as bênçãos do vosso amor.

Há um poço escuro em nossa mente
tentando nos aprisionar no medo.
Existem todas as perturbações e maldições
guardadas em nossos segredos.

Mas, eu venci meus vis pensamentos,
assim como o leão supera as hienas.
E, do alto do monte, contemplei o sol
banhando minh'alma de belezas.

Encha tua alma de esperança
e aceita com amor as bonanças.
A culpa não passa de um cão doente
latindo para as almas carentes.

O medo não passa de um tubarão vil
que morre com o primeiro canto de coragem.
Nos mares dos nossos sentimentos,
é preciso ouvir as sereias da bondade.

A tristeza não é mais que uma chuva
que ora surge como garoa, ora como tempestade.
Não existe sensação mais forte e pura
do que a nossa autêntica felicidade.

Eu agora atravessei a porta
que abandona a angústia do lado de fora.
Curo minha alma nessa nova oração
quando abro os braços para a vossa redenção. 

Atravessei aquele melancólico inverno,
venci as perturbações malévolas do deserto,
pois quis encontrar a vossa luz redentora
que tudo perdoa, nutre e abençoa. 

Agora vejo a luz do sol sobre mim,
minha mente repousa em contemplação e paz.
Olho para o mundo e apenas medito,
não julgo, não sofro e nem interfiro. 

Um passarinho canta lá longe e eu sorrio
enquanto estou sentada na cadeira da sacada.
Fecho os olhos e me concentro nos ouvidos:
ouço crianças jogando bola, carros e palmas. 

Depois, abro os olhos e me concentro na visão:
que belo mundo Deus desenhou desde Adão!
Árvores verdes frondosas, folhas caídas, flores vistosas,
nuvens pincelando o céu e jardins cheio de belas rosas. 

Meu momento de meditação é como o céu:
azul, límpido, calmo, alto e cristalino.
Nesse momento, eu encontro redenção,
paz, felicidade e contentamento divino. 

Poesia escrita por Tatyana Casarino.

Esta poesia retrata tanto os princípios cristãos quanto os budistas, pois expressa os sentimentos surgidos nas orações católicas e também elucida um momento de meditação budista. Independentemente da religião, o importante é encontrar Deus dentro de si e sentir a paz preenchendo a alma e curando as dores emocionais. 

      


*Algumas das metáforas cristãs:

"Mas, eu venci meus vis pensamentos,
assim como o leão supera as hienas." >> O Leão, no misticismo, é a representação da força (Arcano 11 do Tarô), assim como representa o próprio Jesus no cristianismo (Leão da Tribo de Judá, aquele cuja força e poder superam todo entendimento). As hienas seriam a representação do mal, das tentações e das perturbações.

"Venci as perturbações malévolas do deserto.">> O deserto seria uma provação, que fez surgir maus sentimentos e maus pensamentos. Entretanto, a vitória desse período é possível com a fé em Cristo, pois até Ele enfrentou um deserto. No Evangelho de São Mateus, Jesus é tentado pelo diabo no deserto. 

"Depois abro os olhos e me concentro na visão:
que belo mundo Deus desenhou desde Adão.">> Referência ao criacionismo do Antigo Testamento. 

"O pão de Cristo me alimentou e purificou,
e eu aceitei todas as bênçãos do vosso amor.">> Referência à eucaristia, sacramento central da igreja católica, onde o pão e vinho se transubstanciam no corpo e sangue de Cristo, respectivamente, por meio das palavras pronunciadas pelo padre. 

*Algumas das metáforas budistas:

          

Imagem de Kuan Yin, a Deusa da Compaixão, da Cura e da Transformação segurando uma Flor de Lótus. 


"Olho para o mundo e apenas medito,
não julgo, não sofro e nem interfiro.">> Um dos maiores preceitos do zen budismo é a observação de si mesmo, das pessoas, do mundo e dos próprios pensamentos sem julgamento. É preciso treinar a mente para não julgar e para driblar a necessidade de calcular, imaginar, interferir no mundo e analisar tudo. Isto não significa que a meditação tornará o indivíduo passivo ou isento de análises, porém mais sereno e sábio para atuar com mais qualidade depois. Momentos de "pausas" são necessários para esvaziar a mente, relaxar o corpo e revigorar as nossas forças. Assim, quando formos atuar no mundo, nossa interferência será muito mais benéfica e nossas análises serão mais sábias. Não adianta agir na hora do desespero, da ansiedade ou da cabeça "quente". Este verso representa o meu amadurecimento espiritual e expressa um momento de meditação. 

"Fecho os olhos e me concentro nos ouvidos:
ouço crianças jogando bola, carros e palmas.">> Em muitas meditações budistas, nós fechamos os olhos ou deixamos os olhos entreabertos e focados num ponto imaginário a fim de que surja a atenção em outros sentidos (como a audição, por exemplo) ou nas partes do corpo. 

Tatyana Casarino 

** Confira uma música que combina com esta postagem:


Les Moines Bouddhistes -- My spirit flies to you 

                       https://www.youtube.com/watch?v=MjXoVs6PHHs

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

O Pai de cada Signo -- Parte I

  Olá, pessoal! Tendo em vista que o Dia dos Pais está chegando, resolvi fazer uma postagem sobre o perfil de cada pai segundo o seu signo. Espero que gostem!


1) O Pai de Áries -- O Pai Guerreiro

                  



   O pai de Áries é aquele que irá passar ao filho valores morais de honra, virtude e coragem. Regido pelo elemento fogo, será um pai vigoroso, autêntico e cheio de energia. A principal tarefa do pai de Áries será a de ensinar o filho a lutar e a enfrentar o mundo lá fora com garra, valentia e disposição. O pai de Áries gosta de ter poucos filhos e "lapidar" bem os filhos que tem. 
    A maior preocupação dele será a de imprimir os seus valores primordiais e criar um filho honesto, digno, maduro e corajoso. O pai de Áries não gosta de "mimimi", não admite birras e se irrita com atitudes infantis e imaturas. O pai de Áries não tolera cenas dramáticos e choro na hora errada. O ariano gosta de ver o filho tomando atitudes honradas e maduras. Ele é o pai que ensinará o filho a andar de bicicleta, a jogar futebol e a correr nos fins de semana. 
     O pai de Áries gosta de colocar o filho em movimento, de ensinar um esporte e tirar a preguiça ou o medo do filho com discursos empolgantes, vigorosos e motivacionais. É o pai que não deixa a "peteca cair". Se vê que o filho está desanimado, ele faz de tudo para dar uma "injeção" de ânimo no filho. 
     O pai de Áries gosta de levantar a autoestima do filho e ensinar sobre liderança, força, firmeza e resistência diante dos obstáculos da vida. Não é o tipo de pai que vai "mimar" o filho ou "passar a mão na cabeça" quando o filho estiver em momentos de desequilíbrio emocional. Ele ficará bravo e adotará um discurso firme, pois acredita que a verdadeira bondade está em corrigir o filho e ensiná-lo a ser forte. O tom de voz do pai de Áries é paternal, acolhedor, mas também muito firme e vigoroso. 
      Um pai de Áries nunca deixará o filho cair. É o melhor pai que existe quando se trata de levantar um filho de uma depressão ou fobia. O pai de Áries é um psicólogo nato -- ainda que não tenha um diploma de Psicologia... Há quem diga que o pai de Áries é o primeiro "Coach" que surgiu no mundo (hehehe). 
    O pai de Áries também é o pai que ajudará o filho na lição de casa e dará conselhos sábios sobre como enfrentar o ambiente escolar e driblar o medo de estar no mundo lá fora. Ele fará de tudo para tirar o filho da zona de conforto e auxiliar o filho a vencer os seus pontos fracos. Sem dúvidas, ter um pai de Áries fortalece a nossa personalidade. A maior herança de um pai de Áries é a sua coragem. Os filhos dos arianos saberão que todos os medos podem ser superados com garra e persistência. Regido pelo planeta Marte, o lutador da Astrologia, o arquétipo de Áries é o do Guerreiro e seus filhos provavelmente serão guerreiros também. 

Obs: Meu pai é de Áries ;) 


2) O Pai de Touro -- O Pai Conservador 

                     


     O pai de touro é aquele que ensinará o filho a preservar os valores da família e da sociedade. O pai de touro ensinará o filho a respeitar os limites da sociedade, as leis e a ter discernimento sobre o certo e o errado. O pai de touro ensinará o filho a ser responsável desde muito cedo e a respeitar a sua casa. Pode ser aquele pai considerado "careta" por ver com maus olhos os hábitos modernos e o excesso de liberdade. 
      O pai de touro é aquele pai provedor que gosta de sustentar a casa, a família e ser o principal suporte dos filhos. O pai de touro detesta ver a casa bagunçada, as coisas fora do lugar e desobediência. Ele é um pai rígido que gosta de impor disciplina, deveres e regras para serem cumpridas, pois dessa forma sabe que está preparando o caráter do filho. O pai de touro prepara o filho para ser uma pessoa saudável e um bom cidadão. 
      É aquele pai preocupado com a alimentação saudável dos filhos e o bom cumprimento dos deveres. Regido pelo elemento terra, o pai de touro gosta de tradições e ensinará o filho a cultivar os velhos e bons hábitos. Touro também é regido pelo planeta Vênus, o que garante uma personalidade refinada e sensível às manifestações artísticas. Certamente, o pai de touro ensinará o filho a apreciar boas músicas e, quando ele crescer, mostrará ao filho os melhores vinhos. É o tipo de pai que sempre recebe o filho em casa com uma mesa farta e repleta dos melhores queijos e vinhos. Seu filho tenderá a ser conservador como ele quando crescer -- ainda que seja rebelde na adolescência. O pai de touro pode parecer chato e conservador, mas tudo o que ele quer é transmitir segurança física, material e emocional aos seus filhos. A maior herança do pai de touro é a sua segurança. 


3) O Pai de Gêmeos -- O Pai intelectual 

                      


          Regido pelo elemento ar e sob as energias do planeta Mercúrio, o pai de Gêmeos é aquele que adora exercer a arte do diálogo. É aquele pai considerado "perfeito" pela pedagogia ou psicologia infantil no que se refere a resolver tudo com um bom diálogo. O pai de Gêmeos jamais criaria o seu filho consoante aquela educação ultrapassada de bônus e castigo (recompensa para as atitudes certas do filho e reprimenda para os atos errados), pois crê que lapidar o caráter de alguém vai muito além disso (essa dicotomia bônus x castigo é muito simplória quando se trata da criação de seres humanos diga-se de passagem...).  
            O pai de Gêmeos acredita que conversar com o filho é o melhor caminho para transmitir valores. Então, se ele quer que o filho melhore o desempenho escolar, ele não irá prometer um videogame novo caso o filho tenha boas notas no boletim (como alguns pais fazem de modo equivocado...), mas explicar para o filho, pacientemente, a importância da educação na vida de uma pessoa e como a aprendizagem fomenta o nosso futuro. Ele tem tolerância e paciência para dialogar durante horas até convencer o filho a respeito de suas ideias e valores (ele pode até ser considerado chato por parecer tagarela e repetitivo às vezes). 
          Ele conversará de igual para igual muitas vezes e será o melhor amigo do filho além de pai. Ele não tem medo de ferir a "hierarquia" paterna ao se colocar na posição de amigo. Afinal, dá para conciliar o papel de pai e amigo (e o pai de gêmeos sabe disso como ninguém, pois é versátil e circula em muitas funções ao mesmo tempo). 
        O pai de gêmeos é intelectual, pois gosta de debater ideias e incentivar o filho a gostar de ler. É o pai que está sempre em movimento, circulando pelos ambientes do filho e aprendendo a se comunicar de maneira mais próxima com ele (é impressionante como o pai de gêmeos constrói a educação do filho através da linguagem). O pai de gêmeos abrirá a mente do filho e tentará mostrar que é possível ser flexível diante dos obstáculos da vida. A maior herança do pai de gêmeos será a sua flexibilidade. 

4) O Pai de Câncer -- O Pai protetor 

              


    Regido pela Lua, o homem de câncer é o mais paternal do zodíaco. A lua dá ao homem de câncer uma delicada e especial ligação com mulheres e crianças. Um homem de câncer raramente será feliz sozinho, pois precisa constituir família. Sabe-se que a família é a instituição mais sagrada do mundo para um canceriano. O homem de câncer é aquele que fica "grávido" quando a mulher está grávida. É aquele que, além de ficar "grávido" junto com a mulher, se culpa por não poder ajudá-la mais em relação às dificuldades peculiares das mulheres nesse momento. Dará pulos de alegria ao saber que será pai e vivenciará um momento de profunda transformação na paternidade. 
    O pai de câncer será um dos raros pais que terá prazer em acompanhar a mulher na compra do enxoval em lojas de bebês e, provavelmente, ajudará na construção do quartinho do bebê (canceriano adora o seu lar e reformas que ajudam a ampliar a casa). Ele voltará a ser criança quando o filho nascer (sim, é provável que isto ocorra) e vai adorar sair para comprar brinquedos para o filho.
   O pai canceriano é o tipo de pai lúdico e atualizado que conseguirá entrar no mundo do filho e entender tudo sobre o universo infantil do momento (os desenhos animados da nova geração, os brinquedos mais famosos, as preferências das crianças e etc). 
     Se você tiver dúvida sobre qual brinquedo comprar para uma criança que está de aniversário, pergunte a um canceriano sobre a moda infantil do momento. Canceriano adora crianças e voltará a ser criança através de seu filho (há uma nostalgia latente no canceriano quanto a sua própria infância que despertará quando ele tiver filhos). 
     Algumas atitudes do pai canceriano: vestir-se de super-herói para brincar com o filho (ele vai dizer que é para agradar o filho, mas a verdade é que ele adora brincar), ir ao cinema ver o novo filme da Disney (ele dirá que estava só acompanhando o filho, porém verá filmes da Disney com prazer e comerá toda a pipoca) e ler contos infantis para o filho antes de dormir (o pai canceriano é o melhor pai quando se trata de transmitir uma história ao filho). O pai canceriano fará um bem enorme ao filho quando narrar os contos de fadas, pois as histórias parecerão um filme vívido e colorido na mente do filho. Vale salientar que ele adorará carregar o filho no colo e levá-lo até parques aquáticos (hehehe). 
     Regido pelo elemento água, o pai canceriano também será muito emotivo, sensível e protetor. É o tipo de pai que seria capaz de ir até a lua (se bem que alguns cancerianos já vivem no mundo da lua hehehe) para realizar a vontade de um filho ou proteger o filho. Proporcionará ao filho muitos cuidados e terá zelo quanto à segurança física e emocional de sua família. Sem dúvidas, um pai canceriano jamais seria negligente em relação às suas responsabilidades paternas e constituiria um lar aconchegante e protetor. O filho sentiria todo o seu carinho, compreensão e aconchego. O canceriano é um excelente cuidador e educador, razão pela qual é um dos melhores pais do zodíaco. Não são raros os pais cancerianos que também exercem o papel de mãe. Já conheci casais cujo homem canceriano tinha mais essência maternal do que a mulher. 
     Caso o homem de câncer se case com uma mulher maternal (outra canceriana talvez ou uma mulher fortemente influenciada pela lua e pela água), o lar será um verdadeiro ninho de amor e cuidado. Cancerianos amam cuidar, proteger e ajudar o próximo. A maior herança do pai canceriano é a proteção.  


Texto escrito por Tatyana Casarino, aprendiz de Astrologia há muito tempo e amante do conhecimento místico. Taty é canceriana com ascendente em libra. 

*Observação: Não julgue o perfil de uma pessoa apenas pelo seu signo, pois o signo é só a "ponta do iceberg" dentro de um Mapa Astral. Os textos de Astrologia do blogue têm o objetivo de informar, mas também de entreter e levar um pouco de conhecimento místico de forma bem humorada.

**Mais observações: Cada imagem desta postagem não foi colocada à toa, pois as gravuras que eu selecionei combinam com o meu texto e com o pai de cada signo. Observe bem as imagens. Ah, deixe comentários e compartilhe este texto com o seu pai ou com os seus amigos caso você tenha gostado. Qual é o seu signo? Qual é o signo de seu pai? Comente abaixo que eu ficarei bem feliz. Obrigada por ler até aqui! ;) 


***Músicas:

Deixarei links das músicas que combinam com o pai de cada signo:

*Pai de Áries -- Música: Robbie Williams - Love My Life 

"Eu não posso estar lá em todas as suas batalhas, mas você vai ganhá-las eventualmente. Eu vou rezar para o que eu estou lhe dando seja tudo o que importa. Então, um dia você dirá para mim: Eu amo minha vida! Eu sou poderoso. Eu sou bonito. Eu sou livre. Eu sou maravilhoso. Eu sou mágico. Eu sou eu. Eu amo minha vida!" 




                   https://www.youtube.com/watch?v=CEluv-cYDrA



*Pai de Touro -- Música: Trem Bala - Ana Vilela

"Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar, alguém zela por ti
É sobre cantar e poder escutar mais do que a própria voz
É sobre dançar na chuva de vida que cai sobre nós."

"Segura teu filho no colo
Sorria e abraça os teus pais enquanto estão aqui.
Que a vida é trem bala, parceiro,
e a gente é só passageiro prestes a partir."






*Pai de Gêmeos -- Música: Fábio Jr. - Pai 

"Pai
Pode ser que daqui algum tempo
Haja tempo pra gente ser mais
Muito mais que dois grandes amigos
Pai e filho talvez.

Pai
Pode ser que daí você sinta
Qualquer coisa entre esses 20 e 30
Longos anos em busca da paz."



  


*Pai de Câncer -- Música: Freddie Mercury - I Was Born To Love You

"Eu nasci para te amar com cada batida do meu coração. Eu nasci para cuidar de você em todo dia da minha vida... Se eu tivesse oportunidade, eu mataria por amor a você. É difícil acreditar que isto está acontecendo comigo: um maravilhoso sentimento surgindo."


             
                       https://www.youtube.com/watch?v=vNhhAEupU4g



**Nas próximas postagens, haverá sobre os pais dos outros signos! Aguardem!

Tatyana Casarino 

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

11 Sinais de que você é uma pessoa interiorizada espiritualmente


                           


   Olá, pessoal! Hoje eu trago mais uma postagem na linha de listas com itens referentes à personalidade. Já postei no blogue outros textos neste estilo que tiveram boa repercussão dos leitores, tais como: 05 Situações onde é mais fácil ser Mulher, 33 Sinais de que os Anjos guiam a sua vida, 07 Modas que eu não sigo e 33 Mandamentos dos Poetas Melancólicos. Trata-se de uma postagem simples baseada em experiências, análises pessoais, leituras diversas (desde Psicologia até Espiritualidade) e estudos místicos. Caso o leitor tenha mais características para acrescentar à lista dessa postagem, fique à vontade para comentar.


                   


   Primeiramente, devemos esclarecer que ser uma pessoa interiorizada espiritualmente é muito raro. Em geral, as pessoas não conhecem a si próprias e não têm interesse nos aspectos profundos da vida. A maioria das pessoas está no "piloto automático" e alega não ter tempo para refletir sobre suas próprias virtudes, defeitos e investir no autoconhecimento e autoaperfeiçoamento. 
   As pessoas não têm a consciência madura o suficiente para reconhecer que elas são as únicas responsáveis por sua felicidade e que tudo o que elas buscam já está dentro delas. Geralmente, as pessoas acreditam que a felicidade está fora delas e medem o prazer de acordo com as conquistas externas somente. 
    As conquistas são boas logicamente, mas não são os únicos fundamentos da vida. Elas devem ser consequências de um trabalho interior profundo e a manifestação da vocação da pessoa em nível social. Quando usamos nossos dons para contribuirmos com a sociedade, teremos o sucesso como consequência. 
       Quando estamos alinhados com o nosso propósito e com a nossa missão, tudo flui em nossa vida e mágicas acontecem: sonhos realmente se tornam realidade. Livros como "As Sete Leis Espirituais do sucesso" de Deepak Chopra e "O Segredo" de Rhonda Byne falam sobre isso. A magia da realização nada mais é do que o autoconhecimento. Quando descobrimos quem somos, o que devemos fazer e a nossa força interna, tudo pode acontecer. Nós e o Universo nos tornamos um só. 
          Muitos se perguntam o porquê de tudo dar certo na vida de uns e errado na vida de outros. Seria mera sorte? O mundo estaria dividido entre sortudos e azarados? Não. Não se trata de sorte. O mundo está dividido entre as pessoas que se conhecem e as que não se conhecem. Quem se conhece sabe dos próprios dons e limitações e está apto a arriscar e a realizar mais do que as outras pessoas. Ter o "feeling" do sucesso é estar aberto à sensibilidade e à intuição da alma. Como se conhecer melhor? Parece clichê a resposta, mas é através da meditação. Além da meditação, é preciso cultivar o diálogo interior entre o eu e a alma em momentos de solidão e silêncio. 

                       

           

            O texto de hoje parece místico e motivacional, mas não tratarei somente desses assuntos. A própria Psicologia já reconheceu um tipo muito raro de personalidade: O INFJ (Introvertido, Intuitivo de Sentimento e Julgamento). Essa personalidade é um dos perfis presentes na tipologia de Carl Gustav Jung, fundador da psicologia analítica. Você pode fazer o teste de personalidade de Jung para descobrir o seu perfil psicológico (você encontra até mesmo na internet esta espécie de teste). 
          Há algum tempo, fiz o teste de Jung e descobri que sou INFJ. Esta é a personalidade mais rara do mundo com uma incidência de 1% na população. Esta personalidade é considerada introvertida por ganhar energia em momentos silenciosos de solidão, intuitiva por captar ideias criativas das fontes mais improváveis, sentimental por ter tato, empatia e diplomacia em contato com as pessoas e julgadora pela seriedade e imparcialidade nas tarefas e na resolução de conflitos (esta última característica aponta vocação para carreiras jurídicas em especial, razão pela qual eu recomendo o teste psicológico para jovens que necessitam escolher um rumo profissional). 
            Vejam só, leitores, o que a Wikipédia afirma sobre a personalidade INFJ:

            



"O INFJ (Introvertido Intuitivo de Sentimento e Julgamento) é o tipo de personalidade mais bem conhecido da tipologia Jung. Frequentemente descrito como sendo o tipo mais profundo, misterioso, misticamente inteligente e de acordo com inúmeras fontes, o mais raro dos 16 tipos com uma incidência de 1% da população. O INFJ é muitas vezes descrito como sendo extremamente privado, difícil de se conhecer, possuindo uma natureza complexa e pode parecer uma pessoa estranha aos olhos dos outros, parecendo extremamente reservado e distante.



Os INFJs realmente compartilham uma combinação única de características: apesar de terem uma fala mansa, possuem opiniões fortes e lutarão até o fim pelo que acreditam ser o certo. Eles são decididos e fortes, mas raramente usarão essa energia para ganho pessoal – os INFJs agem com criatividade, imaginação, convicção e sensibilidade, não para criar vantagem, e sim para criar equilíbrio. O igualitarismo e o carma são ideias muito atraentes para os INFJs, e eles tendem a acreditar que nada irá ajudar tanto o mundo como o amor e a compaixão, para amolecer o coração dos tiranos.



Para os INFJs, o mundo é um lugar cheio de desigualdades – mas isso pode mudar. Nenhum outro tipo de personalidade é melhor para resolver algo que está errado, não importa o quão grande seja. Os INFJs só precisam se lembrar de que, enquanto estão ocupados cuidando do mundo, precisam cuidar também de si mesmos."







                        






            Por que eu estou citando a personalidade INFJ nessa postagem? Ora, porque essa personalidade abrange as pessoas interiorizadas espiritualmente. Sobre o assunto, também recomendo mais dois livros maravilhosos: "Adultos índigo" da Ingrid Cañete e "O Poder dos Quietos" de Susan Cain. Todos estes assuntos estão interligados de alguma maneira: a personalidade INFJ tem a ver com as pessoas interiorizadas espiritualmente, as quais também se identificariam com as características de um adulto índigo. Tudo está interligado.               Gosto de montar um "quebra-cabeça" na minha mente de tudo o leio, juntando peça por peça até formar um grande raciocínio (bem estilo INFJ de pensar hehehe). Elaboro estes raciocínios e compartilho com vocês através de textos e palavras, tendo em vista que sinto que a minha missão é ajudar as pessoas na jornada do autoconhecimento. 

                            

             

          Como eu disse, o autoconhecimento realiza sonhos, e o mundo não se divide entre "sortudos" e "azarados", mas entre quem se conhece e quem não se conhece. Logo, quem realiza os seus sonhos é aquele que está centrado, ou seja, aquele que está em contato com o seu centro interior, seu "sol" interno, sua centelha divina e alinhado com a sua missão. Quem sente algum vazio interior, tem problemas com autoestima e apresenta dificuldades em realizar sonhos pode estar bloqueado internamente, afastado de seu centro interior, ou seja, descentralizado, desalinhado de si mesmo e de sua missão. Estas pessoas podem se perguntar: "por que as coisas não dão certo para mim?" A resposta seria: "busque a sua essência e seja centrado nela para que tudo dê certo." 
           Além do mais, é preciso esclarecer alguns pontos sobre introversão antes de prosseguirmos. No livro "O Poder dos Quietos", há um teste para saber se você é introvertido, extrovertido ou um tipo misto (mistura de extroversão e introversão). Todos nós temos a energia da introversão e da extroversão dentro de nós em algum nível embora haja a sobreposição de uma delas em algumas pessoas. Vale lembrar que todos nós precisamos de ambas as energias (introversão e extroversão) para o equilíbrio da alma, bem como necessitamos das energias Yin, Yang, solar, lunar, feminina e masculina dentro de nós.  
                Salienta-se que ser introvertido não significa ser eternamente quieto ou não fazer uso da comunicação. Muito pelo contrário -- os introvertidos, geralmente, têm grande poder de comunicação devido à criatividade e ao intelecto aguçado. Eis o grande poder dos quietos: geralmente, eles têm mais paciência para estudar, refletir e analisar assuntos do que outras pessoas, o que torna as pessoas introspectivas grandes especialistas em áreas de seu interesse. 
               Ser introspectivo significa que a sua maior energia está dentro de você, razão pela qual você busca momentos de solidão, silêncio e meditação para se reenergizar e fortalecer a si mesmo. Não é que você seja antissocial ou misantropo. Por trás da aparente "frieza" do perfil mais recluso, há um grande coração caloroso repleto de empatia, compaixão e amor pelas pessoas. Ocorre que você se desgasta em atividades sociais. É justamente a sua empatia e não a sua frieza que leva o introvertido a buscar momentos de isolamento. 
                   A alta sensibilidade do introvertido faz com que ele capte e absorva a energia dos outros como uma "esponja" (introvertidos geralmente são empatas), deixando sua alma sem energia. Por este motivo, o introvertido foge, muitas vezes, de festas e eventos sociais pelo desconforto que ele sente ao perceber as suas energias sendo "sugadas" pelos estímulos dos ambientes sociais. O introvertido é aquele que só aceita sair de casa quando está muito disposto, muito bem consigo mesmo e com muita energia boa para gastar. Caso contrário, é recomendável que ele fique em casa a fim de não passar nervoso em ambientes sociais, angustiar-se ou chorar em público. 

                                      
                  
                    O território ilustre do introvertido é a sua casa, onde sente as suas energias protegidas e seguras. A zona de conforto do introvertido é a sua solidão. O paraíso do introvertido é o silêncio. O introvertido gosta de ficar em sua "concha" não para fugir do mundo, mas por sentir prazer em sua própria companhia. O introvertido é aquele que gosta de ficar filosofando horas sem parar, rabiscando, escrevendo, desenhando e olhando para as estrelas em busca de ideais. Modéstia à parte, sabe-se que os gênios eram todos introvertidos. Onde eles buscavam ideias? Dentro de si mesmos em momentos profundos de reflexão. Não existe criatividade sem solidão. A solidão pode ser muito fecunda quando é criativa. Do ócio criativo, vieram grandes ideias. 

                             

Superman e suas identidades: o rapaz reservado e o herói
                  

                  Mas, engana-se quem pensa que o introvertido é egoísta. Ele pode ser meio egocêntrico é verdade, mas jamais egoísta. O introvertido é aquele com ideais generosos capaz de fazer sacrifícios pelos outros. Há um misto de gênio e herói no introvertido. Mas você raramente verá um introvertido exibindo seus atos de caridade. Ele é aquele que crê que a verdadeira caridade não precisa ser dita. O introvertido faz o bem em silêncio e sua maior satisfação é deitar a cabeça no travesseiro sabendo que fez atos de bondade naquele dia. 
                  O amigo introvertido é o melhor do mundo. Enquanto o extrovertido é um bom amigo para festas, o introvertido é um bom amigo para todos os momentos: na alegria, na tristeza, na saúde e na doença. O introvertido é fiel e leal às pessoas que ama e aos ideais que acredita. Um introvertido jamais abandona um campo de batalha. O introvertido ama fazer as pessoas felizes ao redor deles e sua sensibilidade faz com que ele navegue nas águas das emoções de todos. Ele não é egoísta, pois não pensa somente em si. Ele sabe que todos precisam estar bem para acontecer a verdadeira magia da harmonia. 
                 O introvertido é aquele patriota preocupado com as causas sociais de seu país. O introvertido quer o bem da sociedade. Ele quer contribuir de alguma maneira com a humanidade. Quem sabe salvar o mundo? Todo introvertido já pensou em salvar o mundo por orgulho inflado, loucura ou ingenuidade. 
                   O introvertido sente prazer e empolgação naquelas atividades onde as outras pessoas costumam achar entendiantes -- na leitura de um livro, num documentário sério sobre um assunto de seu interesse, na aula de História, na apreciação de obras de arte, na ida ao museu, na ida ao teatro e na observação de detalhes que passam despercebidos aos olhos dos outros (as gotas de chuva nas pétalas de uma flor, o sorriso de uma criança, as nuances coloridas do céu ao entardecer...). 
                    O introvertido é aquele quietinho que brilha surpreendentemente quando resolve sair dos bastidores de suas pesquisas científicas e subir ao palco. Quando finalmente vence a timidez, fala em público com uma oratória contagiante, vibrante e magnética. Um introvertido sabe como ninguém convencer o outro a acreditar em seus ideais. As pessoas costumam dizer ao introvertido quando ele resolve falar de um assunto de seu interesse: "você se transforma quando fala." E é verdade! Quando um quieto resolve falar, sai de baixo! Ele vai falar durante horas todo o conhecimento que ele tem guardado. O momento de sua oratória será uma explosão de luz, pois, quando um introvertido fala, ele fala com propriedade, sabedoria e amor. Sua oratória jamais será frívola. Sua oratória será profunda e exercerá forte impacto sobre os ouvintes. 


                               
                 
                     O introvertido é criativo. Gosta de escrever poesias, dançar, pintar, bordar e tudo mais. Quando ele resolve mostrar seu trabalho criativo, uma força toma conta dele no palco e ele baixa um "santo". Ali no palco ele deixa de ser introvertido e passa a ser vivaz, contagiante e mais enérgico que todos os extrovertidos juntos. Explosão de energias acumuladas dentro de si gera luz. Já dizia a minha bisavó e madrinha: "cuidado com os quietinhas, filha, eles são enérgicos." 

                                   


Ney Matogrosso tem um perfil discreto e introspectivo fora do palco 
                
                  
                   Muitas pessoas não acreditam que muitos políticos, artistas e comunicadores dizem ser introspectivos em suas declarações. "Como podem? Essas pessoas parecem tão extrovertidas, sociáveis e até orgulhosas! Como podem ser introspectivas?" Eis os questionamentos. Mas elas são. Elas encontram o poder criativo delas na solidão primeiramente. E, depois de anos de estudos e aperfeiçoamento de seus talentos e dons, elas se mostram com toda a força para o mundo. Um exemplo típico de artista introspectivo que é extrovertido no palco é o Ney Matogrosso. No palco, ele é uma explosão de luz, sensualidade e performance, mas já declarou ser tímido na vida pessoal. Não são raros os artistas que se transformam no palco, parecem orgulhosos e exalam brilho, mas na vida pessoal são amáveis, tímidos, humildes e de fala mansa. Também não são raros os humoristas que confessam ser introspectivos e de temperamento melancólico (Charles Chaplin é um exemplo bom de introspectivo bem humorado). 
                     Quase toda força criativa surge de dentro em momentos de solidão para ser canalizada em direção ao palco futuramente. Existe o momento da inspiração antes dos holofotes. E o momento de inspiração quase sempre é no escuro da concha introspectiva, assim como a semente se desenvolve no escurinho do subsolo antes de emergir em flor. 

                                   

                           

                             O extrovertido, por sua vez, ganha energia em contato com o mundo e na troca de vibrações com as pessoas. O extrovertido é "hiperativo" fisicamente (não no sentido técnico psicologicamente, mas hiperativo no sentido metafórico). O extrovertido se reenergiza e se fortalece em ambientes sociais, no contato com o mundo e no barulho. O agito é o seu paraíso. O extrovertido não suporta o silêncio e a solidão. Precisa sempre estar atarefado, senão fica ansioso. Não sabe o que fazer em momentos meditativos e ainda não aprendeu a arte da contemplação como o introspectivo. 
                            Contudo, o introvertido é "hiperativo" mentalmente (pessoas quietas possuem mentes barulhentas como dizia o cientista Stephen Hawking) e aparentemente calmo por fora. Não gosta muito de mexer o corpo e parece mais preguiçoso fisicamente (a cabeça já toma boa parte da energia do corpo dele).
                       Quando se trata de estudar, o introvertido não é preguiçoso (pode ficar horas sentado em uma cadeira diante de uma escrivaninha). Já o extrovertido pode ter dificuldade em ficar parado, não tem preguiça para as atividades físicas, mas tem preguiça de estudar e ler por muitas horas. Em geral, os introvertidos gostam mais das atividades intelectuais e os extrovertidos preferem as atividades físicas. Mas, essa não é uma regra fixa: há os extrovertidos que aprendem a gostar das atividades intelectuais e existem os introvertidos que apreciam alguns esportes.
                     Além do mais, para uma vida equilibrada, precisamos ter harmonia em diversas partes de nossa vida, incluindo os exercícios físicos (saudáveis diga-se de passagem) e as atividades intelectuais (importantes demais para a construção do ser). Já dizia o ditado latim do poeta romano Juvenal: Mens sana in corpore sano -- uma mente sã em um corpo são. Tanto a mente quanto o corpo precisam de atenção, cuidado e proteção. Uma das coisas mais proveitosas da amizade entre um introvertido e o extrovertido é a troca de conhecimento intelectual e esportivo: o introvertido pode ensinar um idioma ou dar aulas particulares de algumas disciplinas escolares para o seu amigo extrovertido enquanto o extrovertido ensina algum esporte para o amigo introvertido. 

                                
                       
                            É preciso muita atenção para não confundir timidez com introspecção. Nem sempre o tímido é introspectivo (e nem sempre o introspectivo será tímido). Frequentemente, o introspetivo é visto como tímido por ser mais fechado, reservado e gostar de momentos de silêncio e contemplação. Entretanto, o introspectivo se reenergiza em momentos de quietude, o que não significa que ele será tímido para o resto da vida. Não são raros os introspectivos que passaram a infância e a adolescência sendo tímidos, mas que desabrocharam numa personalidade forte, empreendedora, criativa, comunicativa e bem sucedida na vida adulta -- Bill Gates é um excelente exemplo além de costumar dizer que "o nerd de sua turma pode ser o seu chefe amanhã". 
                              A timidez se divide em dois tipos -- a nascida de um perfil reservado e a que provém da insegurança. Há pessoas naturalmente tímidas devido ao perfil reservado, mas que apresentam momentos de sociabilidade, comunicação e magnetismo pessoal quando aprendem a "brilhar" no mundo exterior através da simpatia e do talento. E existe também a timidez surgida da insegurança -- do medo de ser notado, criticado ou proveniente de algum trauma, fobia social ou bullying

                                  

Cena do filme "O Diário da Princesa"
                             
                              Embora a timidez surgida do perfil reservado e discreto seja até saudável, a timidez fruto da insegurança não é nada saudável. A timidez advinda pela insegurança pode demonstrar falta de autoconfiança, autoestima fraca, melancolia e desconexão com a sua fonte de luz interna (pessoas que não se conhecem e que estão desconectadas de seu ser podem ser inseguras). Então, nem todo mundo que parece tímido possui a essência verdadeiramente introspectiva ou interiorizada. Podemos até mesmo estar diante de uma pessoa tímida que não é interiorizada, mas insegura (extrovertidos tolhidos ou travados podem apresentar timidez). 

                                        


A Mulher Maravilha escondia sua identidade forte e se passava por uma mulher discreta e tímida. 

                           Existe o tímido que esconde as suas energias internas por ser reservado -- aquele que, embora pareça quieto, tem uma personalidade forte por dentro (introspectivos são como águas que parecem calmas, mas são profundas e revoltas além da existência de uma identidade secreta no estilo de super herói). E também há o "falso tímido", aquele que só é tímido por mera insegurança (parece modesto, mas sua presença seria muito mais notada se revelasse seu brilho interno). 
                    Sendo assim, para saber se alguém é introspectivo ou extrovertido não julgue pelas aparências nem avalie se a pessoa é tímida ou não. Apenas indague: a fonte de energia dessa pessoa provém do mundo exterior ou do mundo interior?
             Se a fonte de energia provém do mundo interior, a pessoa é introspectiva e interiorizada. Já se a pessoa precisa de ambientes estimulantes e de agito para se sentir viva, a extroversão é o perfil dela. Em geral, introspectivos se desgastam em ambientes estimulantes. Isso não significa que eles não apreciam festas -- desde que estejam de bom humor e comemorando uma vitória, eles vão aproveitar as celebrações também. Ocorre que o introspectivo necessita de momentos de silêncio e solidão tanto quanto precisa do oxigênio para "recarregar as baterias" da alma. 
                          Enquanto o extrovertido vive pensando em voz alta, é tagarela e carente de atenção e contato com os estímulos do mundo exterior, o introvertido é visto em momentos de contemplação, silêncio e meditação. O introvertido pode ser comunicativo também, mas ele é quieto no dia a dia além de ser um bom ouvinte. 


                                      

Cena do filme "O Discurso do Rei", onde o rei Jorge VI contrata um fonoaudiólogo para lhe ajudar a superar a gagueira. 
                               

                     Em seu momento de comunicação, o introvertido falará com propriedade de um assunto de seu interesse ou dará conselhos bons aos seus amigos quando solicitado (o jeitinho reservado dos introspectivos faz com que as pessoas tenham confiança para falar sobre a vida delas e pedir sábios conselhos). As conversas com os introspectivos são mais profundas e reflexivas. Ao invés de gastar as energias da fala, eles guardam as palavras para extravasar em momentos certos, como um discurso.

                            Após este texto sobre as características da introspecção, eis os 11 Sinais de que você é uma pessoa interiorizada:

           

"Minha vida é mais interessante dentro de minha mente."

     1) "O Sonhador". Você sempre gostou de sonhar acordado, pois há um universo paralelo em sua mente. Aqueles versos da música "Coisas que eu sei" de Danni Carlos parecem descrever você: "Eu moro num cenário do lado imaginário. Eu entro e saio sempre quando tô afim".


                     

Escultura "O Pensador" do escultor francês Auguste Rodin 

        2) "O Pensador". Você gosta de ficar filosofando a respeito da vida, da alma humana, da morte e dos sentimentos frequentemente. Você não consegue controlar a necessidade de analisar tudo o que ocorre dentro e fora de você. Você é um filósofo nato que fica fazendo "pontes" entre seu inconsciente e consciente. Você é uma das raras pessoas que consegue unir sensações intuitivas e pensamentos racionais. Rodin poderia ter se inspirado em você para esculpir "O Pensador", já que você vive pensando. Você pode ser quietinho por fora, mas passam centenas de pensamentos dentro de sua mente.


                           

Monumento "O Idealista" de Juan Amoretti em Santa Maria/RS

          3) "O idealista". Você tem ideais nobres, humanitários e solidários sobre a sociedade e o mundo. Frequentemente, você sente a dicotomia entre tocar o "sol" dos ideais e sentir o peso das "correntes" que prendem o seu corpo no mundo. Você sente como se tivesse asas, mas não pudesse voar... 


                   


          4) "O gênio." Sua mente é rápida, elétrica e, às vezes, você sente como se tivesse levado um "choque" de 220 volts na mente ou que ela "voasse" como um avião de caça. Em relação ao seu jeito de ser, as pessoas se dividem em dois grupos: as que não compreendem seu jeito diferente de ser e as que consideram você um gênio. Todavia, você não gosta muito do título de "gênio" por duas razões: a sua interiorização levou você a ser uma pessoa humilde e você acredita que seria melhor ser compreendido do que considerado um "gênio". Além do mais, as suas ideais são absolutamente naturais para você, motivo pelo qual você não vê mais "genialidade" nelas. 


                        


        5) "O louco." Você não consegue se "encaixar" na sociedade por vários fatores: sua mente é excêntrica, suas ideias são distintas, seu jeito de ser é peculiar e seus valores nobres e idealistas não encontram ressonância na dureza de nossa civilização perdida em uma "selva de pedra". É como se você vivesse em uma "frequência" (mental, astral ou espiritual talvez) diferente da sociedade. Isto não significa que você seja "o louco". Em uma sociedade violenta, injusta e louca como a nossa, não se encaixar poderia ser sinal de sabedoria e lucidez. Entretanto, você já se sentiu diferente dos outros de alguma forma e isto pode ter deixado chagas emocionais em você. 
             Não são raras as pessoas com este perfil que são levadas a psiquiatras, terapeutas ou diagnosticadas com algum transtorno rotulado pela ciência. É necessário tomar cuidado para não aprisionar as pessoas em rótulos (eu particularmente sou contra o cientificismo psiquiátrico e essa hipocondria moderna ávida por diagnósticos e remédios psiquiátricos). É preciso acolher este perfil na sociedade para enriquecimento tanto da pessoa quanto da civilização.


                     


       6) "O Poeta." Você não tem apenas uma grande mente, mas também um grande coração. E um coração gigantesco aliado a uma mente genial resulta em poesia. O poeta nada mais é do aquele mensageiro do coração: ele consegue magicamente transformar em palavras aqueles sentimentos que são "indizíveis" para os outros. Só o poeta consegue trazer ao consciente e à razão os sentimentos das profundezas da alma. 
         Por ser uma pessoa interiorizada, você presta atenção no que passa em seu coração. Sendo assim, suas reflexões jamais serão puramente intelectuais, mas carregadas das mais profundas verdades e conclusões de sua alma. Você é uma pessoa profunda e transparente. 

                     

         7) "O Mágico". Por estar em contato direto com o mundo interior, você passa a compreender melhor as outras pessoas e o universo também. Quando  você olha para o interior da própria alma e se compreende, você passa a "ler" as almas das pessoas como um mago e a ter profundas intuições sobre as leis do universo. Você sabe que todas as respostas estão dentro de nós. Dessa forma, as pessoas se surpreendem com as suas intuições, conselhos sentimentais certeiros e realizações de sonhos. 
          Ao compreender a lei do universo, você sabe a hora certa de agir para realizar cada objetivo com dedicação. Parece que você é sortudo e que as suas realizações foram "mágicas" da vida, mas você conquistou tudo com dedicação, disciplina e intuição. Sua intuição sobre como realizar cada sonho é "mágica", pois você conhece os anseios de sua alma e sabe onde quer chegar. Todavia, o que parece "mágica" aos olhos dos outros é fruto de rico autoconhecimento. Quem olha para dentro vê magia na alma, fascina-se pelo autoconhecimento e passa a realizar maravilhas dentro e fora de si mesmo. 

                       

        8) "O artista". Pessoas interiorizadas costumam ter uma imaginação vívida, múltiplas ideias e muita criatividade. Todas essas características levam inevitavelmente a pessoa interiorizada a ter algum talento artístico ou admiração pelas artes. Os outros se perguntam de onde elas tiram tantas ideias e a resposta não poderia ser mais simples: dentro delas mesmas. 
           A combinação de cada fragmento de memória, pensamento, sentimento, imaginação, impressão e sensação forma um grande mosaico de ideias na mente do interiorizado. Ele presta atenção em si mesmo, volta para dentro de si e, num determinado momento, coloca para fora aquele amontoado de sensações sob a forma de alguma arte (pintura, poesia, música, teatro e etc).

                   


           9) "O Eremita". Você frequentemente é visto sozinho, porque gosta de se isolar do mundo para recarregar as "baterias" da alma. Isto não quer dizer que você é frio ou misantropo. Nada disso! Muito pelo contrário! Seu amor pela humanidade é tanto que você sente as dores do mundo. Você gasta tantas energias ajudando as pessoas que precisa se isolar um pouco para nutrir a si mesmo.
              É natural que sua profunda sensibilidade seja como uma antena que capte as sensações das outras pessoas, assim como os estímulos do mundo exterior provocam muito mais impacto no seu mundo interior do que nas pessoas que não são tão profundas, sensíveis e interiorizadas. Sendo assim, isolar-se de vez em quando não é egoísmo ou excentricidade, mas questão de sobrevivência. Além do mais, a sua essência tende ao comportamento solitário a fim de refletir, filosofar, perceber o mundo, observar melhor a si mesmo e encontrar as fontes internas de luz e sabedoria.

         10) O "herói solidário".

                           

              Você tem grande empatia pelas outras pessoas, pois sabe perfeitamente como elas se sentem. Por conhecer profundamente os sentimentos humanos, você sente as dores dos outros como se fossem suas. Dessa forma, você sente certa vocação para ajudar as pessoas e a aliviar o coração delas. Você é um psicólogo nato ainda que não tenha diploma de Psicologia, pois entende bem da alma humana.
                  Você adora ser solidário, fazer as pessoas felizes e aliviar o sofrimento humano. Você se sente melhor quando todos ao seu redor estão bem também. É como se você tivesse "linha direta" com o mundo interior das outras pessoas e fosse capaz de ler os sentimentos delas e saber exatamente o que elas precisam.

  11) O "Sábio Místico".

         

            Você adquiriu uma sabedoria precoce e pode apresentar mais sensatez e profundidade do que as pessoas mais velhas. Você se sente uma "alma velha" num mundo louco. Desde criança, você prestava atenção no mundo interior e refletia sobre a vida, o comportamento humano, a sociedade e o conflito entre o bem e o mal. Tudo isso levou você a um nível de sabedoria bem qualificado, pois você encontrou a sua fonte de intuição na jornada pela paz interior. Por ser uma pessoa muito sensível, é provável que você tenha passado por perturbações mentais e angústias sentimentais desde muito cedo, e sua gana por resolver seus conflitos interiores e alcançar a paz fez com que você adquirisse força e sabedoria.
            Na jornada interior da alma, você encontrou uma parte mística cheia de luz e sabe que a vida vai muito além do que os olhos podem ver. Sua fé é especial ainda que você tenha enfrentado crises de fé em sua jornada. Como o autor de "O Pequeno Príncipe" afirmava, você sabe que "o essencial é invisível aos olhos."
           Você é um apaixonado pelo conhecimento, mas sabe que a maior sabedoria está no coração e não somente nos livros. Sua sabedoria interior é admirável. Além do mais, você se sente atraído por uma visão de vida holística, multidisciplinar e espiritualizada onde o fator humano é levado em conta. É possível que você goste de ouvir músicas "New Age", ler livros de autoajuda e praticar meditação. Diferentemente dos demais intelectuais, você não sente receio em unir a mente e o coração.

Texto escrito por Tatyana Casarino